Buenos Aires para brincar o carnaval

Em terras portenhas, a festa já começou - e dura bem mais do que aqui

Ariel Palácios, O Estado de S.Paulo

17 Fevereiro 2009 | 02h22

Já começou. O carnaval portenho começou na primeira semana de fevereiro e se prolongará até março. Mas a folia é restrita aos fins de semana: sábados, das 19 às 2 horas, e domingos, das 19 às 24 horas. Os festejos ocorrem em 30 áreas da cidade, com maior agito em San Telmo (Avenida San Juan, entre as ruas Bolívar e Balcarce), Boedo (Rua Boedo, entre as avenidas San Juan e Independencia) e Villa Crespo (Avenida Scalabrini Ortiz, entre a Avenida Corrientes e a Rua Padilla).

Politizado. Em Buenos Aires, a folia também é politizada. A organização de defesa dos direitos humanos das Mães da Praça de Mayo realizará festejos no edifício da Escola de Mecânica da Armada (Esma), onde esteve o maior centro de torturas da Argentina na ditadura militar (1976-1983). Por ali passaram 5 mil prisioneiros - 140 sobreviveram. Segundo as Mães, a ideia da celebração, que promete reunir dezenas de blocos, é "celebrar a vida no lugar onde houve tantas mortes".

 

Alternativo: Mães da Praça de Maio organizam folia na Esma

 

Decadência. O carnaval argentino já estava em decadência quando ocorreu o golpe de 1976. O ditador Jorge Rafael Videla eliminou o feriado, acabou com os blocos e impediu o uso de fantasias em via pública, para que guerrilheiros não se camuflassem entre foliões.

  

Influência. Com a volta da democracia - e a influência da folia brasileira, frequentada por milhares de argentinos -, o carnaval portenho começou a ressurgir. Desde a crise de 2001-2002 vive um boom, que elevou o número de blocos (ou murgas, como eles dizem) de uma dúzia para mais de 110.

Glamour. Quem procura festejos com glamour deve seguir para o Hotel Faena, em Puerto Madero, que realizará sua folia no sábado (21), a partir das 23h30. O pacote de três noites custa desde US$ 425. Site: www.faenahotelanduniverse.com.

Sapucaí? Em Gualeguaychú, na província de Entre Ríos, os saudosos do carnaval carioca podem ver uma espécie de cover da folia no Rio. Com plumas e lantejoulas, os foliões desfilam em carros alegóricos no Corsódromo.

Mais conteúdo sobre:
Viagem Escala

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.