Adoryan Boechat
Adoryan Boechat

Calmaria em cinco praias do Espírito Santo

Veja faixas de areia para curtir sossego no litoral capixaba

Marina Dayrell, Especial para O Estado de S. Paulo

20 Fevereiro 2018 | 04h50

O Espírito Santo há algum tempo frequenta o noticiário por causa do triste desastre ambiental que foi o vazamento da lama da mineradora Samarco nas águas do Rio Doce – que deságua no litoral capixaba. Mas há praias lindas e sossegadas na costa capixaba, ótimas para quem busca roteiros alternativos, menos badalados. 

É só escolher a sua entre as cinco opções a seguir e colocar o filtro solar e a roupa de banho na mala. Atenção: por serem regiões pouco frequentadas, é muito importante contribuir para a preservação. Leve alimentos e água, pois nem sempre eles serão encontrados nas praias, e traga de volta o seu lixo.

Como ir. Avianca acaba de lançar voo entre o aeroporto de Guarulhos (SP) e o de Vitória (ES): a partir de 16 de abril, desde R$ 258, ida e volta sem taxas. Na Azul, R$ 408; Gol, R$ 439; e Latam R$ 445.

Leia mais - Bolonha, destino de comer com os olhos

PRAIA DE URUSSUQUARA

Apelidada de “Caribe capixaba”, a Praia de Urussuquara é um dos redutos paradisíacos e pouco conhecidos do Estado. O visual é proporcionado pelo quase encontro entre o Rio Ipiranga e as águas oceânicas, que ficam separados apenas por uma faixa de areia durante os 2 km em que o rio corre paralelo ao mar. A natureza também é muito presente na região, que abriga um ecossistema de restingas, dunas, manguezais e várzeas. Para ter a oportunidade de ver as águas azuis, é recomendado ir no verão, entre novembro e março. Por lá, existem poucos restaurantes, então é bom ir preparado. A praia fica na divisa entre as cidades de Linhares e São Mateus e o acesso pode ser feito de carro a partir da BR-101, no km 87, por uma estrada sem asfalto. 

PRAIA DAS PEDRAS

Quatro quilômetros ao norte de Urussuquara, a Praia das Pedras é uma ótima alternativa para desbravar os arredores. O destaque é a barreira de pedras que divide o mar e forma uma piscina natural. Para aproveitar a tranquilidade das águas, o melhor horário para ir até lá é na parte da manhã, quando a maré ainda está baixa. Uma boa pedida é tomar o caldo de sururu, molusco famoso nessa região do Estado.

 

ILHA DAS GARÇAS

Não é preciso ir longe da região metropolitana de Vitória para encontrar uma praia mais sossegada. Em Vila Velha, em frente à Praia de Coqueiral, fica a bela Ilha das Garças, cujo acesso só é permitido de março a outubro. Há uma piscina natural e as águas são boas para o mergulho, mas é preciso ter cuidado, pois essa é uma região de ouriços e corais. O acesso à ilha é feito somente por barco. O traslado oferecido pelos pescadores custa, em média, R$ 50.

BARRA NOVA

Barra Nova é um distrito do município de São Mateus, no norte do Espírito Santo, e é dividido pelo Rio Mariricu. Na parte sul, há uma vila de pescadores que, apesar de rústica, conta com opções de alimentação, algumas pousadas, chalés e camping para receber os turistas. Além de poder dar um mergulho nas águas mais escuras do Rio São Mateus, quem vai até lá também pode curtir a Praia do Sossego, área quase deserta da região, com restinga preservada e a paisagem quase agreste desse tipo de vegetação, bem à beira do mar. Por R$ 5 também é possível fazer a travessia de barco para a parte norte do distrito, onde fica a região praiana mais conhecida pelos turistas e, desta forma, bem mais movimentada. O acesso a Barra Nova é feito por uma estrada sem asfalto a partir da ES-010, a 25 quilômetros de Guriri.

 

ILHA DO GAMBÁ

No litoral sul do Espírito Santo, a Ilha do Gambá oferece aos turistas uma pequena praia de águas calmas e uma vista estonteante de toda a orla da cidade de Piúma e do Monte Aghá, um dos pontos turísticos da região. O local é indicado para trilhas, pesca, mergulho e mountain bike. Por ser uma unidade de proteção ambiental, tombada como patrimônio paisagístico natural e cultural pelo Conselho Estadual de Cultura, a ilha não é habitada e não permite acampamentos. Apesar de ser chamada de ilha, o acesso pode ser feito de carro, a pé ou por bicicleta, por uma estrada de chão a partir da cidade de Piúma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.