Caminhando nas Dolomitas

Envie sua pergunta para viagem.estadao@estadao.com

Ricardo Freire, O Estado de S. Paulo

24 Março 2015 | 17h35

Somos um grupo de seis e queremos conhecer os Alpes Dolomíticos, no norte da Itália, agora em abril. Qual é a melhor base para fazer caminhadas leves?

Aida, São Paulo

As Dolomitas ficam na porção italiana dos Alpes, bordejando a Áustria e a Suíça. Todas as cidades têm três nomes – em italiano, alemão e ladino, o dialeto local. A principal porta de acesso é Bolzano (Bozen em alemão, Bulsan em ladino), que está a 120 km de Innsbruck (ou 2 horas de trem) e a 153 km de Verona (ou 1h40 de trem).

No verão, as Dolomitas viram uma meca para andarilhos, ávidos por percorrer os mil quilômetros de trilhas que cortam paisagens classificadas como patrimônios naturais da humanidade pela Unesco.

Há cinco circuitos completos denominados Alte Vie (ou Höhenwege), com refúgios para pernoite, que funcionam do fim de junho a meados de setembro. Os principais são a Alta Via/Höhenweg 1 (de Braies a Belluno, com 130 km de extensão percorridos em 60 horas/12 dias de caminhada) e a Alta Via/Höhenweg 4 (de San Candido a Pieve di Cadore, com 85 km que se percorrem em 40 horas/7 dias de caminhada, passando pelas Ter Cime, as “Torres del Paine” das Dolomitas).

Para as caminhadas leves que o seu grupo quer fazer, uma boa ideia é hospedar-se num integrante da rede Dolomiti Walking Hotel (dolomitiwalkinghotel.it), que inclui caminhadas guiadas nas diárias e garante pelo menos três passeios por semana. Antes de fechar a reserva, porém, confirme com o hotel se as atividades de verão já terão começado. Abril ainda não é uma época favorável: haverá resquícios de neve nos caminhos mais altos e, em dias nublados, a temperatura máxima pode ficar aquém dos 10 graus.

A região que proporciona a maior diversidade de caminhadas curtas é o Val Gardena, cujos três vilarejos – Selva di Val Gardena, Santa Cristina e Ortisei – têm teleféricos para pontos de partida de diferentes trilhas e estão a 10 ou 15 minutos de ônibus um do outro (veja horários em sii.bz.it).

Dos três, o mais central é Santa Cristina, a 45 km de Bolzano (ou 1h20 de ônibus). Ao escolher hospedagem em valgardena.it, selecione a opção “Val Gardena Active”, que vai mostrar os hotéis que oferecem caminhadas guiadas gratuitas ou com desconto.

Em condições climáticas favoráveis também haverá muitas caminhadas curtas que poderão ser feitas sem necessidade de guia. Hotéis e postos de informação turística oferecerão mapas e conselhos sobre os passeios mais adequados para a época e as condições meteorológicas.

Mais conteúdo sobre:
Ricardo Freire Dolomitas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.