Cara a cara com pinguins na nova atração do Sea World

Um pedaço da Antártida chegou a Orlando. A nova atração do Sea World, batizada de Antártica: Emperor of Penguin, foi inaugurada especialmente para a imprensa na última quinta-feira. Na sexta foi a vez do público aproveitar a novidade, o maior investimento da história do parque em uma única atração.

ADRIANA MOREIRA / ORLANDO, O Estado de S.Paulo

28 Maio 2013 | 02h10

Puck, um simpático pinguinzinho, leva os visitantes para o continente gelado. São muitas as dificuldades para sobreviver - como fugir de uma foca faminta. Dá para sentir na pele. Depois da apresentação inicial, os visitantes, divididos em grupos de seis, embarcam em carrinhos que rodopiam e chacoalham, mas sem radicalizar, mesmo na opção "wild", a mais emocionante. A "mild" é indicada para crianças pequenas.

Segundo Bryan Morrow, diretor criativo dos parques do grupo Sea World, a ideia era exatamente essa: permitir que toda a família pudesse participar da experiência.

O melhor está reservado para o final. O tour termina na área restrita aos pinguins, com a temperatura ambiente de - pasme - zero grau. Por isso, é essencial levar um casaco, especialmente para as crianças.

No espaço vivem 250 pinguins de quatro espécies diferentes: gentoo, rockhopper, rei e adele. A iluminação foi projetada para mudar ao longo do ano, como se os animais estivessem em seu hábitat.

Não dá para ficar muito tempo ali por causa do frio. Por isso, a sala seguinte tem vidros pelos quais é possível observar os bichinhos se divertindo dentro d'água. E você ainda pode dar sorte de tirar uma foto ao lado deles. Pelo vidro, é claro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.