Casa nova para Rembrandt e Van Gogh

Se hoje Haia e Roterdã festejam a reabertura de seus templos das artes, é bom relembrar que não são as únicas. No ano passado, Amsterdã também entregou ao público dois de seus mais importantes museus remodelados, após serem submetidos a profundos processos de restauro e reformulação.

O Estado de S.Paulo

05 Agosto 2014 | 02h05

Reinaugurado em abril de 2013, depois de 10 anos de reforma, o Rijskmuseum ( 17,50; rijksmuseum.nl) reúne uma das mais impressionantes coleções de arte holandesa ao longo dos tempos, com destaque para alguns dos grandes trabalhos de Rembrandt - entre eles, A Ronda Noturna. Até 5 de outubro, uma exibição de móbiles interativos de Alexander Calder está em cartaz nos jardins da parte externa.

Após fazer uma grande exibição do processo criativo em sua reinauguração, o festejado Museu Van Gogh ( 15; vangoghmuseum.nl) aposta até outubro em uma mostra da fotógrafa Emmy Andriesse (1914-1953), que fez célebres cliques do autor de Girassóis. Não perca ainda a recriação digital que compara as cores das telas hoje em dia e quando foram pintadas, levando em consideração a ação do tempo sobre os trabalhos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.