Chá no terraço, experiência à beira da perfeição

A experiência beira a perfeição: quando o clima permite, o chá da tarde é servido no terraço aberto do hotel. Tradição inglesa, é bom deixar claro que este, particularmente, não é um chá qualquer: no ano passado, o Horseguard foi reconhecido com o Tea Guild Award of Excellence (afternoontea.co.uk), uma espécie de estrela Michelin das casas que servem chá inglês.

O Estado de S.Paulo

16 Abril 2013 | 02h13

No menu, caprichados sanduíches, finas pâtisseries e bolos, um levíssimo cornish clotted cream (um creme tradicional à base de leite) que é o orgulho da casa, e scones (pães rápidos) de canela cujo sabor está na minha memória até hoje. Ali, as crianças têm direito a cardápio especial, com tamanho reduzido, mas guloseimas extras. O chá custa desde 30 libras (R$ 91) por pessoa - ou desde 40 libras (R$ 121) de você quiser também uma taça de champanhe Laurent Perrier.

Hora do café. Apesar do bufê de café da manhã ser honesto no restaurante, sugiro desembolsar 10 libras extras para experimentar o desjejum no quarto ao menos uma vez. Com porções para uma ou duas pessoas, a apresentação é tão delicada que merece destaque. E você ainda pode saborear seus eggs benedicts aproveitando um pouco mais da vista para o Tâmisa. / B.T.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.