Cidade do Panamá: quatro pegadinhas

O Canal vale a viagem, mas é preciso ver um navio passar. Só vá até as eclusas de Miraflores (a 45 minutos do aeroporto, ou 15 do centro histórico, com trânsito fluido) se tiver tempo para esperar um navio chegar, ser elevado pelas duas eclusas até 16 metros acima do nível do mar e, com as comportas abertas, seguir viagem. Sem presenciar a mágica operada pela engenharia de 100 anos atrás a visita perde a maior parte da graça. Separe uma manhã para o passeio: o horário das 9h (quando abre o centro de visitantes) é o mais garantido para ver um navio. Fique para assistir ao vídeo e entrar no museu - o simulador da cabine de um cargueiro atravessando o canal é o fecho perfeito para a visita. Entrada: US$ 15.

RICARDO FREIRE, O Estado de S.Paulo

17 Fevereiro 2015 | 02h05

Há ótimos shoppings, mas talvez não valha a pena sair do aeroporto. Existe um shopping a apenas 10 minutos do aeroporto, o Metromall. Mas só tem tamanho: são poucas as lojas realmente interessantes. Os shoppings que valem a pena são o Multiplaza, o melhor para grifes de luxo (a 25 minutos do aeroporto) e o Albrook, o maior de todos (a 45 minutos do aeroporto). Com trânsito ruim, porém, o tempo de deslocamento pode até dobrar. Se você tem tempo limitado de conexão e quer fazer compras, fique com o excelente free shop do aeroporto, conveniente para eletrônicos, cosméticos, perfumaria, acessórios e vinhos.

A parte moderna impressiona, mas a joia é o Casco Viejo. Faça fotos dos edifícios de design arrojado (como El Tornillo - O Parafuso -, que aparece em todas as vistas), tire uma noite para se sentir em Las Vegas entre os ambientes do Hard Rock Hotel, mas dedique a maior parte do tempo ao Casco Viejo, o centro histórico lindamente restaurado da Cidade do Panamá. Desde 2014, o bairro é circundado por um viaduto (a Cinta Costera 3), que tirou o trânsito pesado de suas ruelas e veio com "High Line" agregado: um cinturão verde e florido que pode ser percorrido a pé ou de bicicleta e proporciona lindas vistas. Recomendo que você se hospede no bairro: há opções do hipster-chique American Trade (acehotel.com/panamá) ao charmoso hostel Magnolia Inn (magnoliapanama.com).

A escala é tentadora, mas considere ficar uns dias. O Panamá entrou no mapa do viajante brasileiro por conta das conexões da Copa entre o Brasil, Caribe e América do Norte. Mas o país é muito mais que o Canal ou compras: o Casco Viejo vive um momento incrível, o Biomuseu (com arquitetura de Frank "Guggenheim" Gehry) já está aberto, e o arquipélago caribenho de San Blas pode ser visitado num passeio de dia inteiro. Vale a pena modificar aquela sua reserva...

Mais conteúdo sobre:
O Estado de S. Paulo viagem turismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.