Gary Hershorn/Reuters
Gary Hershorn/Reuters

City Pass de Nova York ganha versão personalizada

Talão de ingressos para as principais atrações amplia as opções de escolha; veja o que muda

O Estado de S.Paulo

02 Agosto 2016 | 00h05

Anos atrás, na minha primeira vez em Nova York, caí numa pegadinha do City Pass (pt.citypass.com/new-york). O talão de ingressos dá direito a seis atrações entre dez opções, e custava então US$ 90 – hoje são US$ 116. Era (e ainda é) uma economia de até 40% em relação aos valores avulsos. O meu problema foi o sistema em que os ingressos são organizados: parte das atrações vêm em duplas num mesmo voucher e, ao optar por uma delas, você invalida o tíquete também para a outra. 

Como eu fazia questão do Top of the Rock e queria ver uma exposição específica no Guggenheim – ambos no mesmo ingresso – acabei pagando por fora a entrada para o museu. Enquanto isso, o combo Estátua da Liberdade ou Cruzeiro da Circle Line não despertava meu especial interesse e sobrou. 

Pois seus (meus) problemas acabaram. O City Pass lançou, na semana passada, a opção customizada C3. São três escolhas em dez opções, por US$ 71 – desconto de até 25%. Você compra online e leva os ingressos no smartphone: bit.ly/ NY_C3.

Leia mais: Passo a passo para fazer a mala das crianças de acordo com a idade

Mais conteúdo sobre:
EUA Nova York Estados Unidos Nova York

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.