Comida à moda da Ásia

Bacon no café

O Estado de S.Paulo

17 Junho 2014 | 02h08

Como os camberranos, peça o honesto cafezinho torrado localmente com leite no Mocan & Green Grout (mocanandgreengrout.com), no bairro conhecido como NewActon. O menu matinal ali pode incluir salmão tasmaniano (R$ 35) ou o rolinho de ovos com bacon (R$ 22) e, enquanto come, repare que a decoração tem plantas e bikes artesanais da marca que pertence aos proprietários do lugar, a Goodspeed Bicycle Company.

Pimenta é refresco

A Austrália adotou a culinária do Sudeste Asiático como sua, e não se pode deixar o país sem experimentar uma tigela fantástica de laksa ou pad thai. Para um menu condimentado, autêntico, a Dickson Asian Noodle House (29, Woolley St) é um restaurante movimentado na Chinatown de Camberra cheio de opções excepcionais de culinária da Malásia, do Laos e da Tailândia (média de R$ 133, para dois). Outra ideia é programar a noite no central Soju Girl (sojugirl.com.au), híbrido de bar-galeria-restaurante com algum glamour. Os finos pratos combinam comida japonesa com toda sorte de especiarias e ideias do Sudeste Asiático. Para abrir os trabalhos, um coquetel - um soju-tini talvez (R$ 35) - no lounge à meia-luz.

Com classe

Uma ideia noturna de classe é bebericar no bar Rose Garden, no Park Hyatt (canberra.park.hyatt.com). O barman de gravata borboleta prepara um old fashioned robusto e serve champanhe de primeira linha. Depois, cinco minutos de táxi até o Ottoman Cuisine (ottomancuisine.com.au) apresentam o turista a um banquete turco de salmão crocante e camarão (R$ 49) seguido por escalopes de vitela (R$ 75). Um digestivo para fechar a noite? No Hippo Co (hippoco.com.au) - doses de um puro malte Glenglassaugh de 36 anos custam de R$ 20 a R$ 204.

Traz a saideira

Tome um táxi até o vibrante bairro de Kingston Foreshore à beira do lago. Uma boa esticada noturna é o elegante Rum Bar (therumbar.com.au), onde um piano de meia cauda ocupa um canto. Os barmen Theo e Graydon misturam, conversam e nunca dizem "eu jamais experimentei" para nenhuma das 200 marcas de rum dispostas nas elegantes prateleiras de vidro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.