Bruna Toni/Estadão
Bruna Toni/Estadão

Como chegar e onde ficar em Cayman

A melhor maneira de acessar as ilhas é via Miami. Confira algumas informações práticas

Bruna Toni, O Estado de S.Paulo

25 de junho de 2019 | 03h30

Veja algumas informações práticas que serão úteis na hora de planejar a sua viagem.

Como chegar

A melhor maneira é ir via Miami. Com a American Airlines, custa a partir de R$ 5.042, saindo de São Paulo. 

Melhor época

O alerta para possíveis furacões no Caribe começa em agosto e vai até meados de outubro. 

 

Moeda

1 dólar de Cayman vale R$ 4,63. A maior parte dos lugares aceita dólares americanos – mas o troco vem na moeda local.

 

Transporte

Se quiser alugar um carro, é preciso tirar uma licença (US$ 16). A mão é inglesa (mas há veículos com volante do lado esquerdo). O deslocamento para Little Cayman e Cayman Brac pode ser feito de barco ou avião. 

Onde ficamos

Kimpton

O mais novo dos quatro hotéis de luxo da ilha, o Kimpton fica de frente para a praia Seven Miles. Com decoração praieira e elegante, conta com 266 quartos, divididos em nove categorias – a maioria deles, com vista para o mar e amplas varandas. Entre as mais cobiçadas está a suíte presidencial, para até seis hóspedes e os bangalôs, de frente para o mar. Há ainda um quarto temático que muda de visual a cada temporada, com pinturas, playlist especial e itens como livro de cabeceira, lápis de cor e bloquinhos. Além de dois bons restaurantes, conta ainda com spa, academia, empréstimo de bicicleta, caiaques e moto aquática. Na piscina, atendimento de garçons, espreguiçadeiras, toalhas e protetor solar à vontade. No fim de tarde, uma rodada de vinho é servida com aperitivos no salão principal. Diárias desde US$ 600, sem café da manhã.

Ritz-Carlton

Também em George Town, o Ritz-Carlton é outra opção de luxo. Mais sisudo e tradicional, mantém a excelência da rede nos serviços oferecidos: restaurante assinado pelo chef francês Éric Ripert, festival gastronômico, campo de golfe e um spa de tirar o chapéu, da marca de cosméticos suíça La Prairie (tratamentos desde US$ 160). Reservei um horário para colocar a coluna no lugar. Ao longo de 60 minutos, a jamaicana Claudette Hanson fez a melhor massagem que ganhei na vida. Diárias começam em US$ 714, para dois.

Tudo o que sabemos sobre:
Ilhas CaymanCaribe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.