Como fazer bons cliques em um safári?

Ao me preparar para um safári de três dias no parque Masai Mara, no Quênia, eu estava determinado a levar o equipamento certo. Havia aprendido a lição há 25 anos, quando era estudante e fui a um safári. Naquela época, estava armado com uma câmera básica e um par de lentes. O resultado foi um monte de imagens de animais em ação - só que tudo parecia muito longe.

JAMES HILL / NAIROBI , THE NEW YORK TIMES, O Estado de S.Paulo

03 Julho 2012 | 03h09

Após anos como fotógrafo profissional, apesar da pouca experiência em registrar animais, desta vez eu sabia que precisaria de uma lente maior. Lentes grandes, porém, podem ser pesadas e difíceis de manusear. Levando isso em conta, escolhi uma de bom tamanho, mas administrável: uma teleobjetiva 200-400mm f/4, Nikon, que vale muitos milhares de dólares (e eu consegui emprestada). Mas você pode obter bons resultados com teleobjetivas a preços mais razoáveis. Ter uma dessas na mão não vai transformá-lo em um grande fotógrafo da noite para o dia, mas é um começo. Algumas dicas:

Câmeras. As câmeras digitais têm evoluído tanto que quase qualquer reflex (SLR) deve dar conta do trabalho.

Lente. Se levar apenas uma lente, recomendo uma com bastante zoom, como uma 80-400mm ou 100-400mm. O foco automático e nitidez serão menores do que com as maiores e mais caras, mas ainda assim são bons.

Cartão de memória. Em três dias, fiz 5.300 cliques. Leve mais cartões do que acha que vai precisar e uma bateria extra (você não poderá sempre contar com a eletricidade no alojamento).

Estabilidade. Monopé - suporte de câmera de uma perna só - é imperativo para estabilizar uma lente grande. Certifique-se que a extensão completa do monopé seja alta o suficiente para chegar ao nível dos olhos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.