Rosa Costa/Estadão
Rosa Costa/Estadão

Confira mais 10 roteiros de viagem para 2015

Confira a lista dos dez destinos que ficaram de fora do Top 10 de 2015, mas que também valem a pena você colocar nos próximos planos de viagem.

Viagem, O Estado de S. Paulo

16 Dezembro 2014 | 03h00

MONTE RORAIMA

Um paredão rochoso que se assemelha a uma mesa de 2.734 metros de altitude, com mais de dois bilhões de anos. Esse é o Monte Roraima, localizado na divisa entre Brasil, Venezuela e Guiana. Por ali, chama a atenção a fauna e a flora intactas, numa mescla de agressividade e beleza. Com exceção do trekking, nenhuma outra atividade é permitida justamente para preservá-la. Subir o monte pelo Parque Nacional de Canaima (oesta.do/parquenacionalcanaima), na Venezuela, ou pelo Parque Nacional de Monte Roraima, no Brasil, não é uma tarefa fácil, leva alguns dias e o cansaço é inevitável. Mas o contato com a savana, as cachoeiras e os lagos místicos, além do visual quando se chega ao topo, fazem valer a missão. São vários tipos de passeio, do mais leve ao mais radical, que podem custar entre R$ 1.860 (dez dias) e  R$ 7.345,53 (seis dias com acesso de helicóptero). 

SANTO ANDRÉ, BAHIA

O agito que tomou conta de Santa Cruz de Cabrália, na Bahia, durante a Copa do Mundo, fez o destino ficar mais conhecido. A simpatia dos jogadores da seleção alemã e as imagens que eles divulgaram do local ainda despertam a curiosidade dos turistas. Mas bem ali ao lado, o que chama a atenção mesmo é o sossego do vilarejo de Santo André (santoandre-bahia.com), a 24 quilômetros de Porto Seguro. Suas praias e rios, cercados pelo manguezal, fazem parte de uma área de preservação ambiental. Para chegar até lá, basta pegar uma balsa em Cabrália. O trajeto é feito pelo rio João de Tiba - a cada meia hora entre 6h e 19h, depois de uma em uma hora até 0h30. Os valores são de R$8,50 por veículo e R$0,80 por pessoa. 

 

SERRA CATARINENSE

A chance de ver neve na Serra Catarinense (oesta.do/destinosserracatarinense) é quase certa durante o inverno. Ponto mais frio do Brasil, ali até as cachoeiras congelam. Rota dos tropeiros que seguiam do Rio Grande do Sul a São Paulo, a maior formação montanhosa do sul brasileiro reserva, além da beleza natural, muita história e tradição. Municípios como Urubici, Pomerode e Lages têm despertado a curiosidade dos viajantes. Este último é considerado berço do turismo rural e atrai muitos turistas aos seus hotéis, instalados em antigas fazendas. Um destino com muito a oferecer, mas que ainda não se popularizou. 

OLÍMPIA, SÃO PAULO

A 430 km de São Paulo, a cidade no interior paulista se orgulha de ser considerada a "Capital do Folclore" e das mais de vinte piscinas de águas quentes do Clube Thermas dos Laranjeiras (guiathermas.com), que usa fonte mineral, aquecida pelas rochas submersas, e fica bem pertinho do centro. Vale dar uma passada pelo Museu de História e Folclore Maria Olímpia (oesta.do/museudefolclore), aberto de terça a domingo, e, se você estiver por lá no início de agosto, poderá conferir ainda o tradicional Festival do Folclore (folcloreolimpia.com.br), que em 2015 chega a sua 51ª edição e homenageará Pernambuco. 

INHOTIM, MINAS GERAIS

Não será surpresa se os seus amigos contarem que estão indo visitar Inhotim (inhotim.org.br) no próximo feriado. O parque de esculturas se tornou, desde a sua abertura, em 2006, um dos pontos turísticos mais procurados de Minas Gerais. O local, que fica na cidade de Brumadinho, Região Metropolitana de Belo Horizonte, reúne um relevante acervo da arte contemporânea, além de uma rara coleção botânica. Sua capacidade de se reinventar, sempre com novos pavilhões, tem atraído públicos de diferentes perfis. Abre de terça à sexta-feira, entre 9h30 e 16h30. Já aos sábados, domingos e feriados fica aberto até 18h30. Tem serviço de lanchonete e restaurante e os ingressos variam: de terça a entrada é franca, quarta e quinta custa R$ 20 e, nos outros dias, R$ 30.

GALÁPAGOS

Das 13 ilhas localizadas no Oceano Pacífico, é possível visitar apenas quatro delas: Santa Cruz (onde fica o aeroporto Balta), San Cristobal, Isabela e Floreana. A mil quilômetros da costa equatoriana, o arquipélago ainda preserva espécies como as tartarugas dos Galápagos, leões-marinhos e albatrozes, apesar da forte exploração turística. No ano passado, um novo navio começou a operar por lá. Mesmo com as regras rígidas que o governo equatoriano impõe às operadoras, a região ainda segue sendo um destino atraente. Mais informações: galapagosislands.com.

MIAMI

Apesar de ser sempre a queridinha dos brasileiros, principalmente dos que vão às compras, Miami, na Flórida, Estados Unidos, vem investindo em mudar sua imagem. Quer ser mais descolada, moderna e elegante - vide a valorização de museus, dos food trucks e de destinos alternativos como Wynwood (wynwoodmiami.com), onde é possível encontrar bares, antiquários, galerias, lojas, cafés e o maior espaço aberto de arte do mundo. Tem atrações durante o dia todo.

TORONTO

O Canadá sempre é um destino procurado por estudantes intercambistas pela possibilidade de aprender inglês e/ou francês a um custo mais baixo do que em outros países. Mas, no ano que vem, deve estar ainda mais visado com os Jogos Pan-Americanos (toronto2015.org) ocorrendo em Toronto durante o mês de julho - vale fazer a reserva com antecedência se sua viagem for nessa época. A maior cidade canadense ainda oferece muitos parques, galerias, teatros e praias para visitar. Saiba o que fazer por lá: toronto.ca.

RÚSSIA

Aproveite para visitar a Rússia antes que os preços subam durante a Copa do Mundo, em 2018 (oesta.do/coparussia2018). Como todo grande país, opções do que fazer não faltam justo no maior deles, sobretudo em Moscou, capital, e São Petersburgo. Da vodka ao balé, da história dos czares ao período soviético, das igrejas e palácios à literatura clássica, a próxima sede do Mundial têm muita história para contar e mostrar. A cultura, incluindo a língua, será uma descoberta a cada momento. Mais sobre passeios: visitrussia.org.uk.

PANAMÁ

Hub da Copa Airlines (oesta.do/reservacopaairlines), com várias frequências de voo que conectam o sul ao norte e leva ao Caribe, o país da América Central vem investindo para fazer os turistas ficarem por lá. Há vários benefícios: belas praias ao norte e, claro, muitas razões para comprinhas. Parques como La Amistad e o arquipélago de Boca Del Toro (bocasdeltoro.com) são boas pedidas para quem não quer dar apenas uma paradinha rápida. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.