Conforto regado a bons vinhos em território italiano

Conforto regado a bons vinhos em território italiano

À medida que Roma se transformava em rota de comércio e peregrinação, na Idade Média, castelos começaram se multiplicar pelo território italiano. O que servia de proteção para a nobreza no passado hoje é sinônimo de conforto e excelentes vinhos para os turistas se esbaldarem.

FELIPE MORTARA, O Estado de S.Paulo

25 Dezembro 2012 | 02h06

Castel Monastero

castelmonastero.com

É difícil ouvir falar do Castel Monastero, encravado na região toscana de Chianti, e não ter vontade de descobri-lo. Construído no século 11, a 23 quilômetros de Siena e a 90 de Florença, é uma ótima base para explorar os principais polos culturais da área.

O antigo monastério deu lugar à indulgência dos hotéis Leading. As acomodações dos monges viraram 74 confortáveis quartos, com diárias desde € 336. Um bem equipado spa oferece tratamentos variados e, aos amantes das tacadas, um campo de golfe.

Outro item nada monástico é a comida: os dois restaurantes têm cardápio assinado pelo estrelado chef-celebridade Gordon Ramsay. Se degustar receitas inovadoras com ingredientes da região não for o suficiente, há aulas de culinária e caças às trufas, no outono.

Castello di Tagliolo

castelloditagliolo.com.br

A hospitalidade do Castello di Tasgliolo, no Piemonte, é certamente o destaque do lugar. A construção, iniciada no ano 967 e localizada a 50 quilômetros de Gênova, foi sendo ampliada ao longo dos anos. Ganhou novas alas e, entre os séculos 15 e 16, uma torre de 38 metros. Desde 1498, a família Pinelli Gentile vive ali - as portas estão abertas para visitas e degustações de vinhos produzidos ali mesmo. O consultor de negócios Luis Felipe Oliveira, de 37 anos, se hospedou ali em 2004, ficou amigo do marquês Luca Gentile e, desde então, voltou várias vezes. "Te recebem com uma garrafa de vinho e, a cada manhã, deixam uma cestinha com focaccia fresca", conta. As diárias custam desde 120 para quartos com privacidade, aconchego e até algumas surpresas. "No quarto em que minha filha ficou há um armário com uma passagem secreta para dentro do castelo. É incrível."

Castello Bevilacqua

castellobevilacqua.com

Em seu site, o Castello Bevilacqua convida os internautas "a se hospedarem na História". De fato, uma sedutora proposta. A 40 minutos de Verona e Padova, na região do Veneto, a fortaleza do século 14 conta com quatro torres quadradas e uma imponente muralha, que dão aquele ar de ilustração infantil.

Os sete quartos disponíveis reproduzem o ar de nobreza com muito conforto e pouca modernidade. No lugar de TV de tela plana, colchões confortabilíssimos em camas com véus que parecem trazidas de um quarto de princesa. Pelos imensos corredores se escondem espaços como a sala dos escudos e a das armaduras. A antiga masmorra virou uma aconchegante adega com bar de vinhos que serve produções da fazenda. Diárias desde 160 o casal.

Castello di Banfi

castellobanfiilborgo.com

A alma deste castelo em Montalcino, na Toscana, está nos vinhos. Ou melhor, nos mais de 10 quilômetros quadrados que produzem uvas de diversos tipos - e, dizem as boas línguas, um dos melhores brunellos da região. Se o castelo data de 1260, compondo a primeira linha de defesa da República de Siena, foi apenas nos últimos 20 anos que passou a ser explorado turisticamente.

Produtores americanos e italianos buscavam uma terra com clima e solos perfeitos para plantar uvas finíssimas em larga escala. Encontraram, e levaram de "brinde" o imponente castelo. O designer italiano Federico Foquet foi escalado para decorar os 14 quartos, que têm camas king size e ammenities produzidos ali, como cremes feitos com uvas sangiovese. Diárias desde 370.

Castello di Semivicoli

www.castellodisemivicoli.com

Segredo bem guardado da região de Abruzzo, o Castello di Semivicoli, em Casacanditella, está longe de integrar a rota do turismo de massa. Datado do século 17, tem em seus 12 quartos e 3 suítes um ar descolado que faz o hóspede esquecer que está entre tijolos centenários. A suíte Granaio poderia estar em qualquer hotel moderninho de Nova York, mas oferece uma vista de 360° que pode alcançar tanto o Mar Adriático como o Monte Majella. Com um serviço impecável, o hotel tem sala de massagens com vista para os vinhedos e bicicletas para o hóspede explorar a região. As diárias, desde € 155, incluem café da manhã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.