Adrena Sport Hostel
Adrena Sport Hostel

Conheça os 5 melhores hostels do Brasil em 2017

Votação anual da Federação Brasileira de Hostels, que representa 61 albergues, considerou avaliações de hóspedes e resenhas em sites de reserva

Larissa Godoy, Especial para O Estado

23 Dezembro 2017 | 06h04

Fica em Belo Horizonte o melhor hostel do Brasil. A Federação Brasileira de Hostels, filiada à Hostelling International (HI), divulgou sua lista dos cinco melhores estabelecimentos no País, dentre os 61 filiados à associação.

O primeiro lugar ficou o Adrena Sport Hostel, na capital mineira. Em seguida vêm Barra da Lagoa Hostel, em Florianópolis; Hostel Caminhos da Chapada, em Palmeiras, Bahia; Aju Hostel, em Aracaju; e Hostel do Reggae, em Morro de São Paulo, Bahia.

A escolha foi realizada pela Hostelling International (HI), entidade mundial criada em 1909 e reconhecida pela Organização Mundial do Turismo. Este ano, além das avaliações dos hóspedes que têm a carteira mundial de viajante alberguista, foram levadas em consideração resenhas em sites de pesquisa e reserva de hospedagem como Booking.com, Tripadvisor.com.br e Expedia.com.br. Foram avaliados localização, atendimento, limpeza, conforto e segurança.

De acordo com a Hi Hostels, o Brasil está entre os 15 países com maior oferta desse tipo de hospedagem, sendo o líder na América Latina. Veja a seguir detalhes de cada um dos cinco vencedores.

1o. lugar: Adrena Sport Hostel (Belo Horizonte, Minas Gerais)

Criado em 2014, o albergue mineiro tem quartos temáticos de esportes de aventura. O diferencial, avalia Igor Monteiro, sócio-proprietário do hostel, é a preocupação da estada dos seus alberguistas. “Não dá para vender camas.Vendemos experiência”,comenta. Oferece passeios turísticos, atendimento bilíngue, área de lazer, cozinha coletiva completa, armário individual com chave, TV a cabo e wi-fi. São 6 acomodações (2 privativos e 4 coletivos — dois deles é de uso exclusivo feminino), com capacidade total  para 42 leitos.  diárias a partir de R$ 45. adrenasporthostel.com.br

2o. lugar:  Barra da Lagoa Hostel (Florianópolis, Santa Catarina)

Localizado em uma pequena comunidade de pescadores, o albergue fica na costa lesta da ilha, a pouco mais de 200 metros da Praia da Barra da Lagoa. Possui 20 quartos, com suítes privativas e coletivas, estacionamento, refeitório e cozinha para o hóspede. Na alta temporada (até março),  valores para sócios é de R$ 65, para quarto coletivo (inclui café da manhã), e R$ 240, para quarto privativo. Não sócios pagam R$ 75 para quarto coletivo (também inclui café da manhã) e R$ 250 para privativo. floripahostel.com.br/unidade/barra-da-lagoa/

3o. lugar: Hostel Caminhos da Chapada (Palmeiras, Bahia)  Localizado em Palmeiras, no coração da Chapada Diamantina,na Bahia. O albergue possui duas cozinhas (uma de uso exclusivo dos alberguistas), lavanderia e estacionamento. Tem capacidade para 42 leitos, sendo eles dispostos em quartos privativos com e sem banheiro, e quartos coletivos com banheiros femininos e masculinos. Valores a partir de R$ 56, para não associados, e R$ 48, para associados. hostelcaminhosdachapada.com

4o. lugar: Aju Hostel (Aracaju, Sergipe)

Inaugurado em 2012, o albergue localiza-se a pouco mais de quilômetros do aeroporto de Aracaju (SE) e a 10 quilômetros do centro da cidade. Disponibiliza suítes privativas (a partir de R$ 85) e compartilhadas (a partir de R$ 40; até 6 pessoas). Cada cama possui sua prateleira, cabideiro e tomada. As instalações incluem comodidades para hóspedes com mobilidade reduzida e recepção 24 horas. O café da manhã, roupa de cama e Wi-fi são cortesias. ajuhostel.com.br

5o. lugar: Hostel do Reggae (Morro de São Paulo, Bahia)

A 250 metros do Centro Cívico, o albergue oferece quatro opções de hospedagem (coletivo misto, coletivo feminino, casal e triplo) com diárias a partir de R$ 50. Tem café da manhã incluso e disponibiliza kit de roupas com lençol, fronha e toalhas na recepção para os quartos coletivos (a partir de R$ 10). pousadadoreggae.com.br

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.