Carla Miranda/AE
Carla Miranda/AE

Coqueirinho ou Tabatinga? Fique com ambas

Vizinhas têm público cativo: uma é ótima para ir com as crianças e outra conta com visual incrível

Daniel Gonzales, O Estado de S.Paulo

16 Fevereiro 2010 | 02h04

Basta um curto deslocamento a partir de João Pessoa, em direção ao sul, para chegar a algumas das praias mais belas da Paraíba, concentradas em apenas 65 quilômetros de extensão ao longo da Rodovia PB-008. Para animar, a estrada está em boas condições, apesar de a maior parte do trecho ser em mão dupla. Fora isso, apenas os acessos não asfaltados às faixas de areia exigem um pouco mais de paciência. Um inconveniente que se esquece facilmente diante das deslumbrantes paisagens à beira-mar. 

Em apenas duas cidades, Conde e Pitimbu, você encontra diversidade de sobra. Praia semideserta, cercada por falésias, à beira de um rio ou reservada para o naturismo. Se quiser um conselho, não deixe de visitar Coqueirinho, com piscina natural colada na areia, e Tabatinga, onde o Rio Bucatul forma uma deliciosa prainha doce em seu caminho para o mar.

 

Selo-VeraoVeja também:

link Tambaba, a preferida dos naturistas

link Pequeno e notável trecho de litoral

link Areia Vermelha vive no ritmo da maré

Barra de Gramame

Partindo de João Pessoa, pare primeiro na Barra de Gramame, incrustada numa reserva ecológica. O acesso até ali é bem sinalizado, mas um pouco esburacado e difícil. Casas de veraneio são raras e não há pousadas na região, que tem como habitués pescadores e praticantes de windsurfe. Por conta de um braço que avança mar adentro - a barra que dá nome à praia - o desenho da faixa de areia muda o tempo todo, ao sabor das ondas.

Pequeno e emoldurado por coqueiros, o trecho pode ser percorrido de ponta a ponta em meia hora. Para descansar, as barraquinhas instalam redes e servem a especialidade local, tão simples quanto deliciosa: abacaxi bem gelado cortado ao meio com raspas de limão.

Na Barraca do Zezinho, a delícia sai por R$ 3. Ali você pode ainda conhecer o guaiamum Robocop, um caranguejo que, jura o próprio Zezinho, é domesticado e permite que os turistas o peguem na mão para fotos, sem morder ninguém.

Coqueirinho

Outra parada obrigatória deve ser feita em Coqueirinho, que e é considerada um dos mais agradáveis banhos de mar da costa paraibana. A piscina natural que se forma bem perto da areia - perfeita para crianças - e o largo cânion com falésias coloridas estão entre as principais atrações. Só não espere ter essa maravilha só para você. Coqueirinho é muito disputada nos fins de semana e concentra boa parte do agito na região. Os coqueirais que deram nome à praia se exibem, majestosos, na paisagem.

Tabatinga

Vizinha de Coqueirinho e sua principal concorrente, Tabatinga oferece a oportunidade de intercalar banhos de mar e de água doce indeterminadamente. Tudo isso por causa do chamado Maceió de Tabatinga, formado pelo natural caminhar do Rio Bucatul na direção do oceano. Em boa parte do tempo, ambos ficam divididos por uma estreita e contínua faixa de areia, perfeita para deixar seu guarda sol. E lembre-se: o maceió é área de preservação permanente. Tabatinga tem também a melhor infraestrutura de restaurantes da região.

Praia Bela

Na foz do Rio Mucatu, no município de Pitimbu, a Praia Bela costuma ser bastante procurada por casais. O movimento de turistas é quase sempre pequeno. Entre os atrativos do lugar, os quiosques rústicos se destacam com seus pratos de frutos do mar (a porção de peixe frito para duas pessoas custa entre R$ 45 e R$ 50) e mesas que permitem ao visitante almoçar com os pés na água morna.

Passeios de caiaque pelo rio são outra opção. O aluguel custa R$ 5 por hora e as águas calmas tornam fácil a tarefa de controlar a embarcação. A época de maré baixa é mais apropriada para visitar a Praia Bela.

Mais conteúdo sobre:
Verão 2010praiasParaíba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.