De bebês a esportistas, há praia para todos

Seja nas areias mais badaladas ou cercado de tranqüilidade, o que vale é se esticar ao sol

Natália Zonta, O Estado de S.Paulo

11 Novembro 2008 | 03h38

Aruba tem opções interessantes para aventureiros, bons restaurantes e baladas que só terminam no dia seguinte. Mas quem pensa em visitar essa porção iluminada do Caribe quer mesmo se dedicar aos mergulhos seguidos de longos momentos de ócio numa espreguiçadeira. E sem nenhum resquício de culpa. Afinal, para que resistir ao ponto alto da ilha? Alcançar esse objetivo de viagem requer esforço mínimo. Como Aruba é pequena, ir de uma praia a outra vira algo rápido e fácil - basta andar em círculos. Escolha uma enseada e relaxe. Ande um pouquinho mais para frente, mergulhe de novo e volte ao descanso. E já que o clima é de quanto menos esforço melhor, comece pela praia mais perto da zona hoteleira. A Palm Beach concentra as principais opções de hospedagem e tem faixa de areia generosa e limpíssima. O mar com poucas ondas exerce atração magnética na maior parte dos turistas. Nem pense em resistir. O grande fluxo de visitantes garante doses extras de comodidade, como bares à beira-mar e empresas de aluguel de snorkel. Os guarda-sóis feitos de sapê podem ser usados também por quem não está hospedado por lá. Bem do lado de Palm Beach fica Eagle Beach, com um clima mais low profile. Nesse canto de Aruba, os hotéis parecem pousadas e a costa é pontuada pelas famosas divi-divi. Essas árvores são um símbolo nacional por terem o tronco retorcido, com inclinação de até 45 graus. O visual é resultado da ação dos ventos alísios - que também têm a função de manter os turistas descabelados. Em Eagle Beach o conforto também é palavra-chave. De quiosques com bebidas geladas a duchas de água doce, tudo está à disposição. Só que com um adicional de tranqüilidade. Nada de jet ski no mar, corre-corre de crianças ou música alta. Ideal para um dia de relax. ENCONTRE SUA TURMA Quando o assunto é vento, Malmok Beach supera qualquer outra. É lá que os adeptos do kitesurfe se esbaldam. As correntes não dão trégua, permitindo que os esportistas realizem acrobacias incríveis. Mesmo que você não seja um fã do esporte, é uma delícia assistir ao fim da tarde nessa região. O pôr-do-sol no local é lindíssimo e o cenário ganha o reforço das velas coloridas usadas no kite. Menos conforto e, em compensação, tranqüilidade absoluta e uma das paisagens mais bonita de Aruba. Baby Beach, como o próprio nome diz, é segura até para um bebê. Mar calmo e areia fina. E é só. Nada de vendedores ou guarda-sóis num raio de dois quilômetros. Encha o carro com comidinhas, bebidas e protetor solar e passe um dia inteiro por lá. Você vai voltar renovado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.