De carona na notícia

Arábia Saudita

Ricardo Freire, O Estado de S.Paulo

16 Junho 2009 | 02h36

No início do mês, Barack Obama tornou-se um dos 100.000 ocidentais que visitam a Arábia Saudita anualmente. Já os turistas muçulmanos somam quase 3 milhões - em sua maioria absoluta peregrinos a Meca, a cidade sagrada do Islã (que fica perto de Jeddah, a metrópole costeira). Apressados, os americanos não puderam dar um pulinho ao maior tesouro saudita: a cidade perdida de Mada''in Saleh, que tem prédios esculpidos na rocha à maneira de Petra, na Jordânia. Para chegar, é preciso voar a Medina e seguir 400 km de carro. A hospedagem é 5 estrelas, no MSHotel.com.sa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.