Deslocamentos fáceis, fáceis. De ônibus, trem, metrô - e bicicleta

Transporte público bem organizado e Wi-Fi gratuito por toda parte. Tal combinação faz com que o viajante independente se vire com muita facilidade pelo país - mesmo aqueles que estão no Canadá pela primeira vez.

TORONTO, O Estado de S.Paulo

10 Julho 2012 | 03h07

Além de avião, carro ou ônibus, você pode desbravar boa parte do território canadense também pelos trilhos, com a Via Rail Canada (viarail.ca). O Corridor une Toronto e Montreal, em um percurso de cerca de cinco horas. Aproveite para observar as mudanças de paisagem e navegar pela internet (grátis). Quem opta por fazer o trecho de Montreal a Quebec de trem leva cerca de 2h30.

Uma vez nas cidades, a rede de transporte público tampouco decepciona. Em Toronto, o preço do bilhete único local assusta, mas o sistema TTC (ttc.ca) permite viagens o dia inteiro por 10 dólares canadenses (R$ 20). De metrô apenas, o bilhete ida e volta custa 5,50 dólares canadenses (R$ 11).

Duas rodas. Sobram opções também para os amantes do pedal. Em Toronto, Montreal e Ottawa/Gatineau é possível usar o sistema público de aluguel de bicicletas Bixi, com centenas de estações. No caso de Montreal, as estações são itinerantes - somem no inverno e se deslocam conforme o festival mais próximo. Lembre-se: os primeiros 45 minutos são de graça. Na internet há sugestões de rotas e mapas: bixisystem.com.

Quem tem fôlego pode até atravessar o território de Quebec de bicicleta: a região conta com 4,3 mil quilômetros de ciclovias. Não faltam, aliás, magrelas adaptadas para levarem malas e bikes que comportam a família toda. Confira como fazer o trajeto em canadabybicycle.com. /C.V.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.