Desvios para contemplar a natureza

Bicame de Pedra

O Estado de S.Paulo

23 Setembro 2014 | 02h06

Por um instante você pode até pensar que está em alguma ruína do Velho Continente, mas trata-se do montanhoso interior de Minas Gerais. Localizado a 6 quilômetros de Catas Altas pela estrada de terra MG-129 (um leve desvio da Estrada Real), o Bicame de Pedra é um formidável aqueduto (abaixo) construído por escravos em 1792 para levar água de um riacho até os campos de uma fazenda de café. Repare no encaixe das pedras nos arcos.

Pedra Pintada

Além da capela de Nossa Senhora de Santana e da matriz de Nossa Senhora do Rosário, Cocais tem outras preciosidades - mais precisamente, dentro das terras de Seu José Roberto de Almeida, de 69 anos. O Sitio Arqueológico da Pedra Pintada abriga centenas de pinturas rupestres datadas de mais de 8 mil anos - de beleza comparável apenas às da Serra da Capivara (PI). É só seguir as placas.

Cachoeira do

Tempo Perdido

Pertinho do vilarejo de Capivari, na casa de Dona Anita Rodrigues (acima), de 86 anos, famosa por seus fantásticos olhos azuis, começa uma leve trilha de uma horinha. De longe a mais impactante desta viagem, a Cachoeira do Tempo Perdido simplesmente não faz jus ao nome e vale cada minuto de caminhada por seus 30 metros de queda, com direito a arco-íris e poço gelado.

Santuário do Caraça

Distante 120 quilômetros de Belo Horizonte, cercado pela Serra do Espinhaço, com altitudes que variam de 1.200 a 2.100 metros, o santuário mescla natureza e história. Fundado em 1770 pelo irmão português Lourenço de Nossa Senhora, o complexo religioso está encravado em meio a uma reserva natural particular (RPPN), Da fauna, se destacam macacos, antas e os famosos lobos-guará, acostumados a se aproximar dos padres à noite para ganhar comida. Tem acomodações confortáveis, com diárias desde R$ 93,50 com pensão completa (santuariodocaraca.com.br).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.