Dezessete dias de cerveja em Munique

Começou no sábado a Oktoberfest original, realizada há exatos 200 anos na Baviera. Não dá mais tempo de viajar até 4 de outubro? Confira as versões brasileiras da festa

Bruna Tiussu / MUNIQUE,

23 Setembro 2010 | 07h00

 

 

Alemão bávaro que se preze já tirou do armário seu trachten, o típico traje germânico, para curtir mais uma Oktoberfest vestido como se deve. Também foi precavido, claro, e garantiu lugar numa das tendas da festa ainda no início do ano. Faça chuva, faça sol (ou frio, calor, tempestade), lá estará ele a cada dia do evento, com sua caneca gigante na mão, rodeado de amigos e repetindo a todo e qualquer turista a máxima da região: nunca é frio demais para uma cerveja!

 

Como manda a tradição, a edição deste ano do maior festival de cerveja do mundo começou no sábado, em Munique, pontualmente ao meio-dia, depois que o prefeito da cidade abriu o primeiro barril da bebida. Mas a inauguração teve gostinho de festa especial. Apesar de ser a 177.ª Oktoberfest, o país está comemorando os 200 anos do evento, que teve início em 1810 - 24 edições foram canceladas por causa de guerras e epidemias.

 

A cada ano, os 31 hectares do Parque Theresienwiese, a casa oficial da festa, se transforma por cerca de duas semanas em um parque de diversões capaz de satisfazer adultos e crianças. Imagine, então, o que se pode esperar durante a celebração do segundo centenário do festival que é o maior orgulho nacional...

À primeira vista, é impossível não se espantar com sua grandiosidade: são 14 pavilhões que, no total, comportam 100 mil pessoas sentadas - o público estimado para 2010 é de 6 milhões -, mais de 200 brinquedos, além de lojas de souvenirs e artigos típicos da Baviera. Tudo permanece ali instalado até o último dia do festival, 4 de outubro.

 

 
Estilo germânico. Em território alemão até a festa da cerveja é extremamente organizada. As seis grandes cervejarias locais (Augustiner, Hacker-Pschorr, Löwenbräu, Paulaner, Spaten eHofbräuhaus) dominam o evento, que só permite a venda da bebida produzida em Munique.

 

Para beber na Oktoberfest há que estar sentado e bem comportado. Por isso, o principal conselho para quem não tem reserva é chegar cedo e garantir um espacinho vago em alguma tenda. Nem tente se servir no balcão, os garçons não atendem mesmo. As canecas de um litro são a única opção e custam 8,50 a unidade. Exagerou? Os alemães dão a dica: pretzels e weisswurst (a típica salsicha branca) para curar qualquer ressaca.

 

A origem. Pode soar estranho, mas a primeira edição do evento, lá em 1810, nada teve a ver com cerveja. Naquele ano, o então príncipe Ludwig se casou com a princesa Therese von Sachsen-Hildburghausen, com direito a uma festa digna da nobreza real, que durou cinco dias.

 

Ao final, houve uma corrida de cavalos em homenagem aos noivos que toda a população da Baviera pôde assistir. O evento caiu na graça do povo e foi repetido no ano seguinte, dando início à tradicional Oktoberfest.

ACHADOS E PERDIDOS

Não é exagero dizer que de tudo se perde na Oktoberfest. No ano passado, 4.100 objetos foram parar na seção Achados e Perdidos - dos que se extraviam habitualmente àqueles que você não consegue entender por que foram levados à festa. Veja alguns exemplos:

 

1 par de asas de anjo

1 óculos de mergulho

1 cachorro

75 câmeras fotográficas

101 laptops

320 telefones celulares

330 pares de óculos

770 documentos

1.250 peças de Roupas

 

 

 

 

NO BRASIL

Blumenau, SC

Desfiles, competição de chope em metro, gastronomia e música germânica caracterizam a mais famosa versão brasileira da Oktoberfest, em Blumenau. Colonizada por alemães, a cidade promove a festa desde 1984, sempre ocupando os amplos pavilhões do Parque Vila Germânica. Deixe de lado o chope Brahma e prove a bebida das cervejarias locais, como a Eisenbahn, Bierland e Wunder Bier. Neste ano, o evento será de 7 a 24 de outubro. Site: oktoberfestblumenau.com.br.

 

 

Santa Cruz

do Sul, RS

A gaúcha Santa Cruz do Sul está preparando a 26ª edição da sua tradicional festa da cerveja, que será realizada de 6 a 17 de outubro. Além de comida típica, haverá shows de bandas nacionais. Site: oktoberfestsantacruz.com.br.

Igrejinha, RS

Misturando características alemãs e gaúchas, a Oktoberfest de Igrejinha chega a sua 23ª edição, de 10 a 24 de outubro - com direito a um casamento ao estilo germânico. Site: oktoberfest.org.br.

Mais conteúdo sobre:
Oktoberfest munique alemanha viagem cerveja

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.