Diária de hotel ou apê alugado?

Em vez de recepção, portaria. Nada de horário para café da manhã. Nem de faxineira para arrumar o quarto. Essa é a rotina de quem deixa o hotel de lado e opta por alugar um apartamento. Compensa? Bem, aí é com o viajante. Para a atriz Mariana Maffey, de 25 anos, a escolha foi vantajosa. Em 2000, ela passou um mês em Nova York e preferiu garantir o próprio espaço. ''Como ia ficar bastante tempo, achei que seria mais confortável.'' Mariana escolheu o apartamento por indicação de uma amiga. ''Alguns moradores alugam a casa na alta temporada. Foi engraçado, porque o cara deixou livros, CDs, tudo.'' A experiência, segundo ela, foi positiva. ''Você fica independente.'' O esquema também pode ser vantajoso para famílias numerosas. Na ponta do lápis, o aluguel de uma casa pode ficar bem mais em conta do que a soma das diárias. O diretor Comercial da RCA, Marcelo Barone, optou pelo aluguel quando visitou Londres e Edimburgo, no Reino Unido. ''Para um viajante que não esteja acostumado a ser independente, a idéia pode não ser tão boa.'' Vários sites ajudam a encontrar apartamentos. Mas a maior parte das negociações é feita com o proprietário - e você deve dar depósito de até 30% do total. Informações: www.oh-holydays.com (Europa), www.nyhabitat.com (Nova York, Paris, Londres e Roma) e www.perfectplaces.com (pelo mundo).

O Estado de S.Paulo

17 Junho 2008 | 02h45

Mais conteúdo sobre:
hotel apartamento intercâmbio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.