Diversão na água

Parece difícil de acreditar, mas existem várias lagoas espalhadas pelo Deserto de Atacama. A maioria delas formada pela água de

O Estado de S.Paulo

14 Fevereiro 2012 | 03h10

degelo das montanhas ou por lençóis freáticos.

Em nosso primeiro dia de aventura, fomos brindados com a beleza das lagoas Cejar e Piedra, a cerca de 25 quilômetros de San Pedro de Atacama. As lagoas estão logo na entrada do Salar do Atacama, área que, há milhões de anos, era ocupada pelo mar.

Assim como ocorre

no Mar Morto, a grande concentração de sal na água faz com que qualquer pessoa possa boiar ali. E eu não podia ir embora para casa sem ter essa sensação. Entramos, portanto, na Lagoa Cejar - os guias recomendam que se use algum calçado para não cortar os pés nas lâminas de sal.

O efeito provocado pelo excesso de sal causa um enorme relaxamento, mas

nada de ficar tempo demais

em imersão. É preciso

lavar-se imediatamente com água doce assim que sair

da lagoa.

Ao redor, uma paisagem que só pode ser definida como espetacular, com os vulcões Licancabur, Lascar e Corona no horizonte. Com sorte, é possível ainda observar flamingos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.