Donos do pedaço

Oásis

O Estado de S.Paulo

10 Junho 2014 | 02h06

Civilizações diversas começaram a florescer no litoral peruano por volta de 4 mil anos atrás, ao ocupar vales costeiros que funcionaram como oásis em meio a uma das regiões mais secas e desérticas do mundo. Moches e chimús prosperaram ali antes da ocupação inca

Chimús

Adoradores da Lua, os chimús edificaram uma das maiores urbes de barro à beira-mar de que se tem notícia. Pescadores exímios, registraram nas paredes de seus palácios figuras marinhas e antropomorfas (foto), além de traçados geométricos. Posteriores aos moches, foram os donos do pedaço por cerca de 600 anos, mas acabaram sendo submetidos pelos incas por volta de 1470, meio século antes da chegada de Francisco Pizarro

Moches

O Señor de Sipán (foto) e a Dama de Cao foram dois dos mais relevantes governantes moches (mochicas), povo que ergueu enormes templos cerimoniais em forma de pirâmide e dominou técnicas de ourivesaria e de olaria, deixando um legado de valor incalculável. Eram devotos de Ai-apaec, deus criador do universo. Em sua honra, inimigos eram degolados e seu sangue, bebido e usado para lavar a terra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.