Clayton de Souza/AE - 19/09/2008
Clayton de Souza/AE - 19/09/2008

E as belas cidades escaladas para 2014

Antes de a bola rolar no Brasil, confira os atrativos das escolhidas

Daniel Akstein Batista, O Estado de S.Paulo

09 Junho 2009 | 02h29

BELO HORIZONTE

Os bares de Belo Horizonte têm status de patrimônio da cidade. Uma boa referência são os vencedores do festival Comida di Buteco 2009 (http://www.comidadibuteco.com.br/), como o Karacol de Pernil do Café Palhares. Primeira vez em BH? Os cartões-postais, como a Igreja de São Francisco, estão no Complexo da Pampulha.

BRASÍLIA

Primeira cidade do século 20 declarada Patrimônio da Humanidade, Brasília tem tesouros arquitetônicos espalhados por toda parte. Faça um tour pela Praça dos Três Poderes, pelo Congresso Nacional... No Palácio do Planalto, você pode ver a troca de guarda a cada duas horas (8 às 18 horas).

CURITIBA

A melhor forma de conhecer a cidade é na Linha Turismo, com paradas nas principais atrações, como o Museu Oscar Niemeyer. São 44 km percorridos em 2h30 - você pode embarcar e desembarcar cinco vezes. Custa R$ 16. Se tiver o dia livre, vá de trem até Morretes. O bilhete turístico custa R$ 58.

 

Veja também:

linkOs estádios da Copa de 2010

CUIABÁ

Uma vez na capital mato-grossense, dê uma esticadinha até a Chapada dos Guimarães, a apenas 60 quilômetros de distância. Tem um pouco mais de tempo? Então siga direto para o Pantanal. Em duas horas de carro você já estará em Poconé, pronto para pescar e fazer focagem de jacarés.

FORTALEZA

É claro que você vai à praia. Mas depois dela, siga para o Centro Cultural Dragão do Mar; http://www.dragaodomar.org.br/), que abriga museus, lojas, livraria, planetário e animados barzinhos. À noite, outra opção é a feirinha da Avenida Beira-Mar. No fim dela, pescadores vendem porções de camarões frescos, fritos na hora.

MANAUS

O principal ícone da cidade é o Teatro Amazonas, de 1896. Depois de entrar em um barco, você conhece o lado mais natural da capital do Amazonas: praias fluviais e o encontro dos Rios Negro e Solimões. Vai viajar neste mês? Entre os dias 26 e 28 há o Festival de Parintins, com as disputas entre os bois Garantido e Caprichoso.

SÃO PAULO

Se você está em busca de um programa no clima da Copa, o endereço certo é o Museu do Futebol (http://www.museudofutebol.org.br/), no Estádio do Pacaembu. No acervo, fotografias, depoimentos, vídeos e entrevistas sobre a história do esporte no Brasil. São 15 salas temáticas, entre elas, Copa do Mundo, Pelé e Garrincha e Gols - esta narra os gols mais importantes da história do futebol brasileiro. Abre de terça-feira a domingo, das 10 às 17 horas, e a entrada custa R$ 6.

O Pacaembu tem também o bar Torcedor, operado pelo Bar Brahma, repleto de TVs para você não perder nenhum lance. Ainda no clima boleiro, você pode ir ao Estádio do Morumbi - candidato a receber o jogo de abertura da Copa - e tomar uma cerveja no Santo Paulo (http://www.santopaulobar.com.br/). O bar temático tem mesas em formato de campo de futebol de botão, além de uma vista panorâmica para o gramado.

NATAL

Deixe o café da manhã de seu hotel ao menos um dia e vá ao Mangai (0--84-3206- 3344). Tudo o que há de mais regional está ali: tapioca, pão de macaxeira, pamonha e cuscuz. Depois de se fartar, você só vai querer se deitar à beira da praia. Se sobrar um pouco de disposição, pegue o carro e siga até Pipa, uma das mais bonitas da região. Você terá vontade de dormir por lá ao menos uma noite para curtir o agito. Ah, não esqueça de reservar um dia para o tradicional passeio de buggy pelas dunas.

PORTO ALEGRE

Cidade grande com jeitão de pequena, Porto Alegre tem belos parques e uma vida cultural intensa. A Fundação Iberê Camargo, inaugurada no ano passado, tem exposições de arte e biblioteca. Vá também ao Mercado Público. Você pode comprar uma cuia de chimarrão, erva para o mate ou uma lembrancinha qualquer. Reserve um fim de tarde no La Piedra (0--51-3268-6886), restaurante localizado às margens do Lago Guaiba. Você terá a oportunidade de apreciar um belo pôr do sol. Só não esqueça de levar o casaco.

RECIFE

Dispense a caída no mar em Boa Viagem (sim, os tubarões ainda aparecem por lá) e faça como os moradores. Fique pela areia, peça uma cerveja e, para renovar as energias, um caldinho. Pode ser de feijão, sururu ou camarão: os vendedores passam toda hora. Reserve um dia para esticar até Olinda e conferir por que a cidade é Patrimônio da Humanidade. Ah, e não vá embora sem provar o típico bolo de rolo. O da Casa dos Frios (http://www.casadosfrios.com.br/) é o original, mas qualquer padaria local tem a iguaria.

RIO

Troque o hotelão por um cama e café em Santa Teresa. Você vai estar longe da praia, mas perto do circuito mais descolado da cidade. De dia, percorra as lojas modernas do bairro e almoce em um dos excelentes restaurantes. À noite, desça para a Lapa e escolha o programa: samba, gafieira, barzinho... Fora da região, faça um passeio em clima de Copa. Diariamente, das 9 às 17 horas (exceto em dias de jogos), há visitas no Maracanã. Dá para chegar perto do gramado e ver os vestiários.

SALVADOR

Pelourinho, Mercado Modelo e Elevador Lacerda são atrações básicas. O Forte São Marcelo (visto lá ao fundo) é outro programa interessante. Na hora da fome, siga para o Rio Vermelho. Há diversos restaurantes simples, onde se come bem e barato, além do imperdível acarajé. Vantagem: a concorrência das baianas por ali aumenta a qualidade do produto. Se tiver mais tempo, passe o dia em uma das praias da Costa dos Coqueiros, a menos de uma hora da capital baiana.

Mais conteúdo sobre:
Viagem Copa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.