É grátis: Uma seleção de programas nos quais não é preciso gastar nenhum tostão

Selecionamos 149 atrações em 22 cidades

Felipe Mortara, O Estado de S.Paulo

23 Abril 2013 | 02h10

Acredite: variadas atrações nos principais destinos do Brasil e do mundo não têm custo algum. Basta chegar - e se divertir a valer.

Rio de Janeiro

MAR Grande novidade cultural da Cidade Maravilhosa, o MAR, Museu de Arte do Rio, abriu as portas no mês passado num gigantesco complexo com mais de 15 mil metros quadrados em plena Praça Mauá, no centro. Marco inicial da revitalização da zona portuária, o museu tem a cidade como tema principal e reúne acervo que vai de Aleijadinho a Tarsila do Amaral. Às terças-feiras, a entrada é grátis.

Casa Daros  Desde o mês passado, um casarão neoclássico do século 19 em Botafogo virou espaço para receber um valioso acervo de 1.200 obras de 117 artistas da Coleção Daros Latinamerica, que fica na Suíça. Pariodicamente a Casa Daros virará palco de exposições de uma das mais abrangentes coleções dedicadas à arte contemporânea latino-americana, com entrada livre às quartas-feiras. Recebe exposições temporárias como a inaugural Cantos Cuentos Colombianos, que até 8 de setembro exibe trabalhos do país vizinho.

Praça São Salvador Encravada entre Laranjeiras e Flamengo, a praça é um típico exemplo de vida efervescente que transcende os moradores do bairro. Quase diariamente há música no coreto. Sexta-feira é dia de MPB, sábado o samba rola solto e, no domingo, o chorinho embala a feira de artesanato, das 10 às 16 horas. Malabaristas se encontram às segundas, às 19 horas, enquanto quinta-feira é dia das bicicletas. O Rádio Bike reúne ciclistas que partem da praça rumo a cantos variados da cidade, embalados por uma potente caixa de som.

Parque Lage Lugar perfeito para um piquenique, o Parque Lage é um daqueles tesouros da cidade. A monumental casa do século 19, símbolo do lugar, abriga exposições, palestras e cursos regulares. Destaque para os jardins geométricos, parte dos 52 hectares de floresta do Parque Nacional da Tijuca (também grátis) e para o lago com ilhas artificiais. Quem gosta de caminhar pode seguir a trilha de 2h30 pela Mata Atlântica que leva ao Cristo Redentor.

Morro da Urca O complexo do Pão de Açúcar, uma das maravilhas cariocas, é um daqueles passeios que não têm preço. Com disposição, dá para dispensar o bondinho (R$ 53) e ir a pé. Não se assuste: a partir da Praia Vermelha, a caminhada leva cerca de uma hora e tem dificuldade moderada. O caminho também é repleto de sombras para descansar. Lá em cima, a recompensa: aproveitar o pôr do sol de camarote.

Mais conteúdo sobre:
viagem rio de janeiro ar gratis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.