Em Lima, armas do mundo todo e tesouros incas

Lima também conta com uma bela galeria de objetos de ouro, apesar de ser mais tímida que a colombiana. O empresário peruano Miguel Mujica Gallo era um apaixonado por objetos antigos. Durante anos de viagens pelo mundo reuniu em sua coleção particular mais de 80 mil peças - 20 mil são armas. Nos anos 1960, ele criou uma fundação para administrar toda a coleção, hoje aberta ao público. O Museo Oro Del Peru - Armas Del Mundo (Alonso de Molina, 1.110, tel. 00--51-1-345-1292; www.museoroperu.com.pe; entrada a 33 novos sóis ou R$ 22,75) conta com revólveres, armaduras e até múmias. Mas, logicamente, são os objetos de ouro que mais chamam a atenção. Há peças de valor inestimável, como luvas modeladas em ouro e prata, usadas pelos incas em cerimoniais. Na época em que foram produzidas, no entanto, seu valor era outro. Para os incas, ouro não significava riqueza. Como se denominavam Filhos do Sol, acreditavam que o ouro era o que mais os aproximava ao deus Inti - ou deus Sol.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.