Daniel Akstein/Estadão
Daniel Akstein/Estadão

Em Mônaco, estadia de rei ou a preço justo

Abra a janela do seu quarto e saia na varanda. De um lado, Ferrari, Porsche e outros carros luxuosos estacionados em frente ao Cassino de Monte Carlo. Do outro, iates e mais iates a perder de vista. Ficar no Hotel de Paris (hoteldeparismontecarlo.com) é sentir-se um príncipe em pleno principado (com o perdão do trocadilho).

O Estado de S.Paulo

30 Abril 2013 | 02h11

Imagine hospedar-se na suíte Diamond Winston Churchill: 250 metros quadrados de espaço (70 só de terraço) e uma diária a partir de 10.900. Que dão direito a mordomias sem-fim, como escolher o tipo de travesseiro antes de se hospedar, uma funcionária para ajudar a fazer e desfazer as malas e uma limusine particular. Sem contar a champanhe, os chocolates e as frutas que te esperam no quarto.

No Hôtel Metropole (hotelmetropole.com), um imponente vestido usado por Grace Kelly, em exposição logo na entrada, dá o tom do ambiente. Entrar no quarto é se deparar com um Veuve Clicquot no gelo e macarons na bandeja. Na hora do banho, ammenities Hermès estarão esperando na prateleira. A suíte Carré D'or, com 240 metros quadrados e um belo pátio (que vista!) é o top do hotel e tem diária de 10 mil. Há quartos mais simples, por 400, em média (na internet, há promoções com até 20% de desconto).

Ter piscina no hotel já não é sinal de luxo. Agora, sair da piscina e cair numa praia privativa... Na época do GP de Mônaco, andar no hall do Méridien Beach Plaza (lemeridienmontecarlo.com) é ter a certeza de encontrar algum piloto. Todo ano tem escuderia hospedada lá - e festa organizada por algum homem forte da Fórmula 1. Por 1.430 (valor para dias normais, fora da temporada do GP), feche a suíte presidencial e, nos mais de 100 metros quadrados, curta a vista de toda a orla.

Aqui, o custo-benefício vale para uma família: um casal e dois filhos de até seis anos pagam cerca de 130 o quarto, em baixa temporada. Três estrelas, o Novotel não fica na praça principal nem na orla de Mônaco, mas está a cinco minutos a pé do principal cassino. Ainda assim, é uma boa localização - e o hotel, de 218 quartos, conta com piscina, restaurante e sauna.

Acredite: é possível achar quartos com diárias que custam menos de 100 no principado. São hotéis duas estrelas, sem cômodos gigantes ou champanhe à sua espera, mas que cumprem bem seu papel de dormitório. Honestos, como o Le Versailles, localizado perto da Praça das Armas (a partir de 80; tinyurl.com/leversailles), ou então o Ambassador (ambassadormonaco.com), que cobra 10 a mais na diária e também está próximo ao palácio da família Grimaldi.

As dimensões diminutas de Mônaco permitem que se troque de país sem nem perceber. Bastam alguns metros para pisar em território francês. Nas vizinhas Cap d-Ail e Beausoleil há hotéis bem mais baratos, alguns no estilo hostel. Hospedagens simples, com diárias a partir 45.

Um bom site para procurar acomodações é o monte-carlo.mc/en/hotels, que lista opções em Mônaco e cidades próximas. Em Cap-d-Ail, por exemplo, o Miramar cobra 48, mas com banheiro coletivo no corredor. Um quarto duplo com banheiro tem o custo adicional de 10.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.