Mark Makela/NYT
Mark Makela/NYT

Em restaurantes, lojas e museus, Filadélfia exibe nova energia

Cidade com dúzias de regiões sedutoras, número assustador de museus de nível internacional e papel fundamental na história da criação dos Estados Unidos, Filadélfia tem presenciado um bom número de inaugurações ao longo da última década: ambiciosas butiques-design, um universo crescente de restaurantes Stephen Starr e hotéis estilosos artisticamente remodelados em arranha-céus históricos.

FREDA MOON / FILADÉLFIA , THE NEW YORK TIMES, O Estado de S.Paulo

05 Março 2013 | 02h37

Bairros inteiros foram transformados, parques construídos e uma onda de recém-chegados, vindos de lugares como Nova York e Washington, trouxe nova energia para a paisagem cultural e gastronômica.

Comece pelo começo. Em um edifício de 1820 doado ao município pela pioneira rádio Atwater Kent, o Museu de História da Filadélfia (philadelphiahistory.org; US$ 10) reabriu em setembro depois de uma reforma que durou três anos. Desde 1941, o museu celebra o dia a dia da cidade, cobrindo um período de 330 anos com objetos cotidianos e uma mostra dedicada à experiência afro-americana na região.

 

Passado vivo

Episódio marcante na vida social dos Estados Unidos, a Lei Seca que proibiu a fabricação e a venda de bebidas alcoólicas no país entre 1920 e 1933 virou tema de exposição no National Constitution Center. Roupas, publicidade e cópias originas das emendas constitucionais 18 e 21 compõem The Rise and Fall of Prohibition (prohibition. constitutioncenter.org), com curadoria de Daniel Okrent, autor de um best-seller sobre o assunto.

No quesito arte, a Fundação Barnes (barnesfoundation.org; US$ 18) foi realocada em maio, depois de anos de obras e controvérsias. E trouxe uma das melhores coleções do mundo de Picasso, Matisse, Modigliani e outros para a zona de museus do centro da cidade. Nas noites de sexta-feira, o espaço recebe concertos até as 22 horas.

Para mais arte, caminhe pelo Schuylkill Banks (schuylkill banks.org), o novo calçadão à beira do Rio Delaware, e desvie até o Jardim das Esculturas Anne d'Harnoncourt no Museu de Arte da Filadélfia (philamuseum.org). Na volta, curta o Parque Sister Cities, outro novo pedaço de verde por ali.

 

Drinques criativos

 

Não há aperto de mão secreto no Franklin Mortgage & Investment Co. (thefranklinbar.com), um descontraído bar subterrâneo à luz de velas. Em vez disso, garçonetes gentis usando óculos de gatinho e drinques derramados sobre pedras de gelo esculpidas à mão.

A lista com 28 opções de coquetéis tem subtítulos poéticos (em um deles lê-se "Eu pedi água, ela me trouxe gasolina") e ingredientes exóticos (Rolando nas Ruínas é uma mistura de gim, aguardente de pera, suco de limão, pimenta rosa e outros). Em média, US$ 12 cada.

Drinques mais inspiradores ainda são servidos todos os fins de semana pela manhã no National Mechanichs (nationalmechanics.com). Ali se instala um bar de bloody mary (foto) com dúzias de molhos picantes, condimentos, vodca caseira com bacon e tequila jalapeño. De 1837, o interior do prédio tem arquitetura neogótica, vitrais antigos, orquídeas, bancos de igreja e longas mesas comunais. E isso tudo na 3rd St., onde se está cercado por compras vintage.

Música ao vivo, cerveja local e uma eclética decoração inspirada em mergulho são os atrativos do Johnny Brenda's (johnnybrendas.com), onde o pequeno palco atrai alguns surpreendentes e grandiosos espetáculos de música indie, como Grizzly Bear e Vampire Weekend.

Do outro lado da rua, Frankford Hall (frankfordhall.com) é menos agressivo no estilo e mais familiar nos objetivos, com mesas de pingue-pongue e piquenique, jogos de madeira e um excelente cardápio de cervejas.

 

Atrações da 13th Street

 

Garanta sua visita à 13th Street para dar asas ao instinto consumista com estilo. A incrível loja Verde (verdephiladelphia.com) vende uma eclética seleção de charmosas bijuterias, como braceletes, roupas femininas de designers internacionais e chocolates artesanais de Marcie Blaine. Depois, beba um expresso gratuito na Kembrel (kembrel.com), que vende roupas e costuma servir de locação para fotos de moda.

 

A cota vespertina de açúcar você consegue na Capogiro Gelato Artisans (capogirogelato.com). Os sabores coco tailandês, pistache e chocolate são inegáveis acertos. Construída durante os anos de 1850, a área de Rittenhouse Square foi lar da aristocracia vitoriana da cidade. O parque tem trilhas em diagonal que passam por entre as árvores de carvalho e maple e esculturas de bronze como a alegoria Leão Esmagando Uma Serpente, de Antoine-Louis Barye, de 1832.

 

Por ali, uma parada na livraria Joseph Fox (foxbookshop.com) será nada menos que irresistível: trata-se de uma instituição de Filadélfia, inaugurada em 1951. Suas estantes abarrotadas são muito bem abastecidas com tudo o que se pode imaginar, de arte e arquitetura a ficção e poesia. 

 

Mesa inventiva

 

Matar a fome em Filadélfia só será algo convencional se o visitante quiser. A começar pelo café da manhã no Federal Donuts (federaldonuts.com) – o combo de frango frito com donuts de mel (US$ 17) criado pelo chef Michael Solomonov pode incluir zaatar, curry de coco, mel e gengibre. Para algo mais tradicional ao amanhecer, o cambojano Andre Chin prepara memoráveis croissants (US$ 1,75 a US$ 4) em sabores como pain au chocolat, amêndoas, espinafre e ricota, na Artisan Boulanger Patissier (artisanboulangerpatissier.com).

 

Ao longo da Schuylkill, o novo endereço do localmente amado Han Dynasty (handynasty.net) tem salão todo aberto, com linhas modernas, madeira rústica e uma lista de coquetéis kitsch. Drinques do tamanho de baldes custam US$ 5 na happy hour, mas a comida é a atração. Pratos vêm em tamanho família – noodles (US$ 7,95), peixe picante (US$ 17,95), chips de pepino (US$ 6,95), tudo com indicação de 1 a 10 na escala Han de pimenta. Tente uma das oito opções de mariscos com fritas (US$ 10 a US$ 20) – recomendo a versão temperada com cerveja De Koninck, maçã, alho-poró e alho caramelizado ou a com cerveja Hoegaarden, pimenta e alho – no Monk’s Cafe (monkscafe.com). A salada de pato tem seus adeptos.

 

A sazonalidade é a marca do Farm and Fisherman (thefarmandfisherman.com), aberto há dois anos, que muda o menu diariamente, ao sabor dos ingredientes mais frescos disponíveis no dia. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.