Empresas aéreas turbinam lucro com os extras

Os números do faturamento explicam o empenho das companhias aéreas para criar taxas adicionais nos voos. Relatório divulgado na semana passada pelo Departamento de Transportes dos Estados Unidos mostrou que as empresas de aviação do país arrecadaram US$ 8 bilhões (cerca de R$ 14 bilhões) em taxas extras no ano passado.

O Estado de S.Paulo

11 Maio 2010 | 03h58

Nenhum centavo desse lucro se refere a bilhetes aéreos. Foram consideradas apenas as taxas cada vez mais criativas impostas aos passageiros - como cobranças para transportar bagagem, animais e instrumentos musicais e acréscimos para a compra de bilhetes por telefone.

A Delta foi a campeã de lucro com taxas: US$ 1,6 bilhões (R$ 2,9 bilhões). Em porcentuais, a Spirit Airlines ficou em primeiro lugar: no quarto trimestre de 2009, 21% de sua receita operacional veio de taxas extras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.