Encontre sua hospedagem em redes sociais

Comunidades online de cama & café oferecem opções pelo mundo todo, com conveniências de hotel, conforto de casa e preços de albergue. Basta criar perfil e começar a procura

Benji Lanyado, PARIS / THE NEW YORK TIMES, O Estado de S.Paulo

20 Julho 2010 | 04h05

Em uma fria tarde parisiense, a luz que vinha do jardim do começo do século se infiltrava no meu quarto. Uma garrafa de Bordeaux estava aberta. Outros amenities incluíam despensa recheada com cereais, leite e iogurte. Eu tinha um número de telefone para chamar caso precisasse de uma dica de restaurante ou um pouco mais de sabonete.

Hotéis cobram por tais regalias. Mas eu não estava em um hotel. Nem em um apartamento de aluguel comum. Meu estúdio era a casa de Julien Szeps, um chef de cozinha de 26 anos que conheci por meio de um serviço de aluguel de curta duração chamado AirBnB (airbnb.com). Trata-se de uma rede social de cama & café, ou, melhor ainda, de hotéis peer-to-peer (de igual para igual). Uma opção de hospedagem com conveniências de hotel, conforto de casa e preços de albergue.

Decidi testar algumas dessas redes sociais em uma viagem de três paradas pela Europa. Ao contrário do Expedia.com e de outros sites de reserva de hotel, nas redes sociais você deve ter um rosto e uma pequena apresentação pessoal.

Uma vez que encontrou seu quarto, pode enviar perguntas (devo levar toalhas? você aceita gatos?) ao proprietário por um sistema de mensagens. O pagamento (ou a maior parte dele) é feito apenas quando você chega à cidade escolhida.

A diária do meu estúdio em Paris custava apenas 65. Nada mau para um apartamento inteiro, com cozinha de verdade, a menos de 10 minutos de caminhada do Museu do Louvre.

Apesar das especificidades legais de cada cidade a respeito da sublocação - Paris, por exemplo, lançou uma ofensiva contra a modalidade na semana passada -, os aluguéis de curta duração estão ganhando adeptos na indústria de hospitalidade. Há mais de 3.500 opções apenas em Nova York.

A primeira das redes sociais de hospedagem foi criada em 1999, o Couchsurfing (couchsurfing.com), um serviço no qual os membros oferecem um sofá livre - ou cama, ou espaço no chão - a amigos virtuais, sem cobrar por isso. O site virou um fenômeno que, hoje, conta com mais de 2 milhões de membros em 238 países. O AirBnB começou a operar em 2007, tem base em São Francisco, nos Estados Unidos e conta com opções em 5.756 cidades, em 148 países.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.