Endereços curiosos e extravagantes

Roteiro para crescidos inclui casa do costureiro Versace, jardim de inspiração francesa e museu do sexo

LUIZ HENRIQUE LIGABUE, O Estado de S.Paulo

23 Dezembro 2008 | 01h02

Três palácios e um museu de arte erótica. O que eles têm em comum além de estarem na mesma cidade? Os quatro são obras de personagens ricos e extravagantes. E formam um roteiro no mínimo curioso. CASA CASUARINA A mais famosa mansão de Miami Beach foi construída em 1930 pelo arquiteto Alden Freeman, nos moldes da casa em que o filho de Cristóvão Colombo, Diego, morou, na República Dominicana. E passou pelas mãos de alguns milionários até ser comprada pelo estilista Gianni Versace, em 1992. Várias reformas e US$ 32 milhões depois, o imóvel se transformou em templo para os devaneios do costureiro. Fontes, mosaicos, torneiras de ouro, privadas de mármore, luxo e mais luxo. E fama internacional. Depois do assassinato de Versace, o palacete foi comprado por um investidor e transformado em hotel ultra-sofisticado e exclusivo - apenas sócios podem se hospedar e pagam diárias de até US$ 10 mil. Tours guiados por algumas áreas são oferecidos mediante reserva (e nada módicos US$ 65 ou R$ 152). Informações: www.casacasuarina.com. VIZCAYA MUSEUM AND GARDENS O palacete ao sul da Baía de Miami foi erguido, em 1916, para servir de residência de inverno a James Deering, um rico industrial americano apaixonado pela cultura européia. A casa seguia os moldes das vilas italianas e foi dotada de todas as maravilhas tecnológicas disponíveis na época: caixa de telefone, sistema de comunicação entre os quartos, elevadores, calefação e refrigeração, além de mobílias e relíquias européias. Instalada em uma imensa área verde, conta com um jardim e fontes ao melhor estilo Versailles. Comprada pelo condado de Miami em 1952, foi transformada em museu. A entrada custa US$ 15 (R$ 35) e dá acesso à casa e aos jardins. Site: www.vizcayamuseum.org. DEERING ESTATE AT CUTLER Complexo com duas casas e uma imensa área verde de frente para o mar. A mansão de madeira data de 1896 e foi uma das primeiras construções de Miami. A segunda, de 1918, foi construída logo ao lado por Charles Deering - irmão do dono de Vizcaya House - para abrigar a sua vasta coleção de arte. Hoje, o complexo é muito procurado também para a prática de canoagem e ciclismo, além de observação de fauna e flora. A entrada custa US$ 10 (R$ 23) e dá direito a tours pelas duas casas e pela área verde. As demais atividades são cobradas à parte. Mais informações: www.deeringestate.com. WORLD EROTIC ART MUSEUM Mais conhecido pela sigla Weam, exibe gravuras, esculturas, quadros e uma infinidade de peças relacionados à arte erótica. De antigas relíquias chinesas a itens inusitados, como uma escultura fálica usada no filme Laranja Mecânica, de Stanley Kubrick. O museu foi criado para abrigar a coleção da excêntrica milionária Naomi Wilzig, que até hoje se dedica à curadoria da exposição. A entrada custa US$ 15 e a visitação é restrita a maiores de 18 anos, por motivos óbvios. Informações: www.weam.com.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.