Entre letras e visuais de Paraty

FELIPE MORTARA, O Estado de S.Paulo

08 Julho 2014 | 02h06

Os ingressos para os debates com escritores esgotaram poucas horas depois de abertas as vendas, na semana passada. Só esta informação já dá ideia do burburinho que se forma em Paraty durante os cinco dias da Festa Literária Internacional, a Flip (este ano, de 30 de julho a 3 de agosto). O evento de literatura mais famoso e concorrido do País tem fãs fiéis, habitués mesmo. Curtir a cidade no período é desafio que merece dicas certeiras para não perder tempo, nem o melhor da diversão.

Em sua 12.ª edição, a Flip vai homenagear Millôr Fernandes e traz novidades sob medida para a multidão sem ingresso - no total, 30 mil são esperados. A Tenda do Telão, que transmite ao vivo os debates com escritores, este ano será gratuita e aberta, na Praça da Santa Casa. Gratuito também será o show de abertura, cobrado até o ano passado. Na quarta-feira, 30 de julho, às 21h30, a voz de Gal Costa dará as boas-vindas aos "flipeiros".

Na seara das novidades temáticas, a Pousada Literária (pousadaliteraria.com.br) abriu há menos de um mês o Quintal das Letras, restaurante contemporâneo com ingredientes locais, todos os dias, no almoço e no jantar, ininterruptamente - o que faz toda a diferença para escapar da lotação, você vai notar.

Alguns endereços concorridos, como a pousada Casa Turquesa, estão esgotados. "Desde a primeira Flip são praticamente os mesmos clientes que se hospedam nos nove quartos", diz a dona, Tetê Etrusco. Mas, sim, ainda é possível encontrar o seu lugar no litoral fluminense - seja em passeios, restaurantes ou atividades ligadas aos livros. Aqui, um passo a passo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.