Entre muros, um bairro à prova de piratas

O lugar mais charmoso da Cidade do Panamá é também o mais tradicional. Não esqueça a câmera fotográfica ao passear pelas ruas estreitas do Casco Viejo, bairro construído há 340 anos para proteger a capital da pirataria e que abriga os principais prédios coloniais da cidade. Alguns preservados, outros nem tanto.

CIDADE DO PANAMÁ, O Estado de S.Paulo

21 Fevereiro 2012 | 03h06

Entre as antigas igrejas e sedes de governo, várias opções de restaurantes, bares e pequenas lojas. Em alguns trechos, sons caribenhos são reverberados em volume máximo e surgem roupas penduradas na janela. É ali que a capital panamenha ganha cara de América Central - não por acaso, o lugar foi locação de filmes como O Alfaiate do Panamá (2001) e Quantum of Solace (2008), do agente 007.

Para entrar no clima, compre um legítimo chapéu panamá, vendidos entre US$ 20 a US$ 300. De quebra você ganha uma aula grátis para aprender a dobrá-lo. Se a ideia for só fazer graça, há nas calçadas modelos baratos, de qualidade duvidosa. Além de lembrancinhas, as lojas oferecem charutos e cigarros de qualidade.

O centro do bairro é a Plaza de La Independencia, com restaurantes e bares ao ar livre que lotam só no fim da tarde. Na Plaza de Francia, em frente ao belo e imponente prédio da embaixada francesa, o mirante com a melhor vista do skyline da cidade. Caminhe sem pressa, mas não a esmo: ao lado do Casco Viejo está El Chorrillo, uma das áreas mais perigosas da capital.

A revitalização do bairro é a maior aposta da Cidade do Panamá para atrair turistas - e ganhou força após a Unesco tê-lo declarado Patrimônio da Humanidade, em 1997. Estique a visita até o Museo del Canal Interoceánico (museodelcanal.com), com os principais registros da construção do canal e a luta dos panamenhos pela soberania nacional.

Memória. Nos arredores da cidade, Panamá Viejo, fundado em 1519, deu origem à Cidade do Panamá. Destruído por um incêndio em 1641, o vilarejo era constantemente atacado por piratas - hoje, suas ruínas guardam um pouco do início da exploração do ouro na América Latina. Depois de sua destruição, os espanhóis levantaram as muralhas para fundar o Casco Viejo. / B.D.

Construído há 340

anos para proteger

a capital, Casco Viejo

abriga os principais

prédios coloniais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.