Ervas e sementes incas temperam os pratos locais

Em qualquer restaurante de Quito, o ceviche equatoriano, com lula, lagosta e camarão (foto), é entrada obrigatória. A partir daí, as opções são muitas - sempre deliciosas e surpreendentes.

O Estado de S.Paulo

18 Outubro 2011 | 03h09

Milho, abacate, frutos do mar e carne de cuy (porquinho da índia) são preparados com ervas e sementes que remetem à herança inca. Um bom endereço para provar tais combinações é o Theatrum, restaurante do Teatro Nacional Sucre (teatrosucre.org), um dos melhores e mais lindos da cidade. Ali são servidas especialidades como o polvo grelhado com azeitonas e feijão fava ou grelhado, acompanhado de alho crocante e vinagrete de pesto, além de um ensopado de frutos do mar no suco de coco. O menu sai por US$ 38.

O mero, peixe local, é outra boa opção, sempre fresco. No histórico San Agustín (Guayaquil, N5-59), uma sorveteria aberta no fim do século 19, no centro histórico, é servido empanado e em versões exóticas com manga e gengibre. O menu custa US$ 19 e inclui uma viagem no tempo. Aos 140 anos, o restaurante preserva a mesma arquitetura e parte do mobiliário original.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.