Extremos da Terra

Depois de revelar detalhes de sua vida pessoal, nosso intrépido viajante recebeu dezenas de outras perguntas do gênero, algumas das quais, segundo ele, "beiram a indiscrição". Mr. Miles promete responder em um momento adequado, mas lembra aos prezados leitores que sua coluna não foi criada para discutir o autor, mas o que ele aprendeu e pode compartilhar sobre suas viagens e seus amigos. A seguir, a pergunta da semana:

O Estado de S.Paulo

30 Março 2010 | 01h51

Prezado mr. Miles: tenho 18 anos e meu sonho é conhecer, durante a vida, os limites da Terra. O lugar mais alto, o lugar mais baixo, o lugar mais seco, o mais úmido, o mais quente e o mais frio. O senhor poderia me ajudar a encontrá-los?

Diego Vallarta Carvalho, por e-mail

"Well, my boy, sua pretensão é legítima, embora um tanto trabalhosa. Vai requerer anos de dedicação, muitos equipamentos e alguns riscos de morte. Ainda não existe, unfortunately, tecnologia para que você visite os pontos mais profundos de nosso amazing planet, que ficam sob o Oceano Índico. Na verdade, segundo recentes explorações, o lugar mais perto do centro da Terra é a Caverna Krubera, também conhecida como Voronya, na província de Gagra, em um quase país chamado Abecásia. Digo quase porque a vizinha Geórgia ainda reclama soberania sobre esse lindo e montanhoso território, onde estive há alguns anos, no Cáucaso Oriental.

A caverna mais profunda do planeta, segundo a última medição, feita por meu amigo ucraniano ? e grande espeleologista ? Gennady Samokhin, em 2007, alcança 2.191 metros abaixo da superfície. Absolutamente contraindicada a quem sofre de claustrophobia.

O lugar mais alto é o Monte Everest, com seus 8.848 metros. Há caríssimas expedições ao topo e não são muitos os que logram conquistá-lo. However, é bom saber que a montanha mais alta do mundo, contada de seu sopé, no fundo do mar, até o pico, em constante atividade vulcânica, é o Mauna Kea, na Big Island, no Havaí. Sua altitude total é de inacreditáveis 10.203 metros, dos quais apenas 4.235 acima do nível do mar. Suba as duas, just in case.

O lugar mais seco é um ponto qualquer no Deserto do Atacama, no Chile. Chove apenas 1 centímetro por ano ? somadas as precipitações de um século, temos algo próximo do que despenca dos céus num único dia de verão em São Paulo. Se você, entretanto, quer se molhar, vá para Cherranpuji, na Índia. Na cidade mais úmida do mundo, chove cerca de 11 metros de água por ano, com recorde de 23 metros em 1861. Se fosse você, levaria um bote inflável.

Por fim, os extremos de temperatura. A maior temperatura oficialmente registrada no planeta ocorreu na localidade de Al"Aziziyah, na Líbia: 57,7 graus Celsius, na sombra, se houvesse sombra. E para ter o prazer de, quiçá, desfrutar de um frio de 89,2 graus Celsius negativos, prepare uma expedição, em julho, à região de Vostok, na Antártida.

Honestamente, acho que você se tornará um herói se conseguir sobreviver a todas essas experiências e, of course, escrever sobre elas. Mas temo que, com tantos movimentos sísmicos e mudanças climáticas que nosso planeta vem testemunhando, antes de concluir sua hercúlea tarefa, muitas dessas referências possam ter mudado. But don"t be afraid: se você quiser se manter atualizado, basta escrever-me de vez em quando. Estarei sempre a postos para verificar os extremos da Terra."

É O HOMEM MAIS VIAJADO DO MUNDO.

ESTEVE EM 132 PAÍSES E 7

TERRITÓRIOS ULTRAMARINOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.