Faça uma viagem mais segura

A empresária Sinira Molina, de 53 anos, está bastante acostumada a viajar para o exterior - sempre com seguro-viagem. ''Como é obrigatório na Europa, eu contrato todas as vezes que viajo. Mas nunca pensei que um dia precisaria usá-lo.''Durante uma viagem a Barcelona, na Espanha, Sinira teve uma crise de bronquite, doença inédita para ela. ''Cheguei a ter um princípio de parada respiratória.'' A empresária foi parar no hospital e não gastou nada.Países europeus integrantes do Tratado de Schengen - são 25, incluindo Espanha, Itália e França - exigem seguro com cobertura de até 30 mil. Mesmo quando o destino não pede, vale a pena investir no cartão: além de emergências médicas, quase todos cobrem extravio de bagagem e outros imprevistos do gênero.Há diversos tipos de pacotes e preços, além de específicos para jovens e idosos. Alguns só cobrem indenizações, enquanto outros garantem até dentista.Os preços variam, mas você pode pensar em algo como US$ 5 ao dia. Alguns cartões de crédito internacionais também oferecem o benefício. Decidiu contratar um seguro? Ainda dá tempo. É possível fazer a compra até um dia antes da viagem.Informações: Travel Ace: www.travelace.com.br; Assist Card: www.assist-card.com; Isis: www.isisbrasil.com.br

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.