Divulgação
Divulgação

Férias de julho no seu tempo

Selecionamos 57 pacotes para você viajar por muitos dias, uma semana inteira ou apenas um fim de semana. Quer mandar as crianças para um acampamento? Indicamos os mais legais

Mônica Nobrega, O Estado de S.Paulo

14 Junho 2016 | 00h44

Falta pouco. Em duas a três semanas as crianças estarão em férias escolares. Pois é, já. Sim, nós sabemos: mais uma vez, por causa da vida corrida, você foi deixando para pensar nisso depois. 

O depois chegou – e estamos aqui para ajudar. Selecionamos 57 pacotes para férias familiares de acordo com o tempo e o orçamento disponíveis. Todos incluem no preço vantagens para quem viaja com crianças, seja gratuidade na hospedagem, ingresso para atração, uma programação de lazer capaz de proporcionar horas de brincadeiras ou tudo isso junto.

O que você quer é luxo e riqueza? Temos as dicas de roteiros e hospedagens mais chiques do planeta

Veja pacotes para uma escapada de fim de semana em julho:

Para até uma semana de descanso nas férias, veja sugestões aqui:

Tem bastante tempo para viajar? Veja boas ideias de roteiros:

Para mães e pais que não terão um minuto de folga e nem a chance de sair da cidade, selecionamos ainda 10 acampamentos: na companhia de monitores, as crianças se divertem, aprendem, e voltam para casa felizes, cheias de histórias para contar na famosa redação da volta às aulas. 

Leia mais: 6 dicas para melhorar seu voo em classe econômica

Check-list. Lembre-se de garantir os documentos em ordem para viajar com crianças. Mesmo que o RG só seja exigido de fato a partir dos 12 anos, aos 4 anos já é boa ideia fazer o documento do pequeno; evita-se assim ficar sujeito à interpretação de atendentes de companhias aéreas, empresas de ônibus e policiais rodoviários. Agende em poupatempo.sp.gov.br.

Países do Mercosul aceitam o RG da criança e dos adultos – mas nossa recomendação é levar o passaporte. Veja o passo a passo em bit.ly/tirapassaporte. Vale marcar uma consulta de rotina e pedir ao pediatra indicações para situações comuns (febre, diarreia, resfriado) e, em voos longos com crianças pequenas, pensar em alimentação e entretenimento para o percurso. / Colaborou Adriana Moreira

Leia mais: Como sobreviver a uma conexão longa no aeroporto

Mais conteúdo sobre:
Brasil Américas Caribe Férias

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.