Gustavo Coltri/Estadão
Gustavo Coltri/Estadão

Festivais de música e até viagens ao espaço figuram no novo portfólio

Curaçau quer passar a ser reconhecida por suas possibilidades de experiência. "A ilha será um destino de entretenimento. Todos temos sol no Caribe, e o visitante quer algo mais", diz o diretor geral do escritório de turismo da ilha, Ghatim Kabbara. Ele pretende transformar o território em um polo regional de festivais musicais.

WILLEMSTAD, O Estado de S.Paulo

16 Abril 2013 | 02h10

Atualmente, o maior evento desse tipo por lá é o Curaçao North Sea Jazz Festival, que, em sua terceira edição, contou com a apresentação de Alicia Keys. "Em vez de somente aproveitar o produto, queremos dizer: 'Venha ver o Stevie Wonder em Curaçau e aproveite para conhecer nossas praias."

A próxima edição vai ocorrer em 30 e 31 de agosto, no pavilhão do World Trade Center (WTC), em Piscadera Bay - desta vez, a colombiana Shakira figura no line-up. O calendário oficial da ilha pode ser acessado no site do Curaçao Tourist Board: www.curacao.com/pt.

Outra novidade para os próximos anos será o turismo espacial. A empresa holandesa Space Expedition Curaçao (SXC) promete iniciar em março de 2014 viagens para fora da atmosfera. A aventura deve durar 60 minutos e vai custar US$ 107 mil por pessoa. No Brasil, os pacotes podem ser adquiridos pela operadora Sanchat Tour (www.sanchattour.com.br).

Hotéis. Para dar conta do crescimento no número de turistas, Curaçau também vive um processo de expansão no setor hoteleiro. A ilha possui 5,5 mil leitos e, de acordo com o programa governamental, terá 9 mil até 2015.

Este ano, o destino deve receber cerca de 10 mil brasileiros - duas vezes mais que os 4.467 mil registrados em 2009, em um ranking liderado por holandeses, norte-americanos e venezuelanos. A expectativa das autoridades locais é de que os visitantes do Brasil alcancem 13 mil em 2014.

Uma diária em um hotel três-estrelas na ilha custa por volta de US$ 90, mas há opções mais sofisticadas, tais como o luxuoso Curaçao Marriott Beach Resort & Emerald Casino e o praiano Renaissance Curaçao Resort & Casino, ambos perto do centro histórico de Willemstad. Em contrapartida, o Hyatt Regency Curacao Golf Resort, Spa & Marina - mais afastado - parece ser muito interessante para casais.

Outras hospedarias conquistam o visitante pelo charme de suas dependências. É o caso do hotel-butique t' Klooster, inaugurado em 2009. Localizado em Punda, ele tem apenas 24 quartos e chama a atenção pelo valor histórico do prédio onde está instalado, um antigo mosteiro.

Já o Sunscape Curaçao Resort, Spa & Casino tem um público mais diversificado - muitos latinos inclusive -, mas perde pontos para os concorrentes no quesito elegância. O resort, contudo, foi reformado recentemente e tem como vantagem o fato de ser o único all-inclusive da ilha. / G.C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.