Flanar pelas ruas, a melhor forma de admirar a arte local

As ruas de New Orleans são a melhor galeria de arte da cidade. Fiquei particularmente intrigado com pinturas à mão que estão por toda parte, além das mensagens curtas e grossas - como "seja agradável ou caia fora", obra do famoso Dr. Bob exposta na galeria Mystic Blue Signs (mysticbluesigns.com).

NEW ORLEANS, / S.K. , O Estado de S.Paulo

19 Fevereiro 2013 | 02h11

As casas históricas salpicadas pela cidade são outro tipo de arte gratuita. Daquelas com cores vivas e cheias de detalhes no Bywater, passando pelas construções crioulas no Treme, até as varandas elegantes do French Quarter. (Deixando bem claro: eu disse que não iria gastar dinheiro ali, não que eu não visitaria.)

Já os que procuram arte clássica devem rumar para o Ogden Museum of Southern Art (ogdenmuseum.org), que visitei numa quinta-feira às 18 horas, quando a entrada de US$ 10 (R$ 20) também dá direito a um concerto. E foi no New Orleans Museum of Art (noma.org) que descobri o melhor lugar para caminhar: o Sculpture Garden, gratuito.

Todos devem visitar o Backstreet Cultural Museum (backstreetmuseum.org, US$ 8), com bela coleção de roupas usadas pelos indígenas do Mardi Gras. Painéis trazem curiosidades sobre o tema, ou você pode descobri-las conversando com Sylvester Francis, o proprietário. Em minha visita, uma vitrola tocava Celia Cruz cantando Guantanamera. Era a rádio Wwoz, excepcionalmente trocando o jazz por seu programa Latina. "Este não é lá meu som favorito", disse Francis. "Mas outro DJ chega em duas horas. Não compensa mudar de estação."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.