Franciscanos celebram 800 anos na Terra Santa

A rotina de dois brasileiros na Terra Santa

José Maria Mayrink, Nazaré

12 Junho 2018 | 04h53

Dois brasileiros trabalham em santuários da Custódia da Terra Santa – frei Bruno Varriano, na Basílica da Anunciação, em Nazaré, e frei Wander de Oliveira Souza, numa igreja colada ao Cenáculo, em Jerusalém. Mineiro de Raul Soares, frei Wander gosta de cozinhar e improvisou uma receita de pão de queijo, com ingredientes locais, para servir aos peregrinos.

Os franciscanos – que estão comemorando 800 anos de presença na Terra Santa – representam a Igreja Católica no Oriente Médio, por meio da Custódia. Eles são responsáveis, entre outros locais, pelo Santo Sepulcro (ao lado de ortodoxos gregos e armênios) em Jerusalém, pela Basílica da Natividade em Belém (Território Palestino), pelas basílicas da Anunciação em Nazaré e da Transfigurção no Monte Tabor e pelo conjunto de monumentos religiosos em Cafarnaum.

DÊ O PLAY! Aparecida e os 300 anos da aparição da Padroeira do Brasil

 

Mais conteúdo sobre:
Israel [Ásia] Igreja Católica

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.