Grifes e souvenirs para lotar a mala

Georgetown e centro são as principais áreas de comércio da capital; para pechinchas, vá a Leesburg

Wilson Baldini Jr., O Estado de S.Paulo

20 Janeiro 2009 | 02h14

Georgetown é o destino certo para quem leva as compras a sério. Lojas de grife, lojas alternativas. Roupas, acessórios, sapatos, joias, antiguidades. Impossível sair de lá com as sacolas vazias. O movimento se concentra principalmente entre a M Street e a Wisconsin Avenue, onde as calçadas ficam lotadas.   Veja também: Washington vive momentos de euforia. Na política e no turismo Você no palco de grandes decisões Acervos inacreditáveis - e gratuitos Diversão também para as crianças Para brincar de espião, policial ou jornalista por um dia Três bairros concentram o agito Em Chicago, o lar do presidente  Tour para ver a vovó famosa  É no lado norte da Wisconsin Avenue, numa área conhecida como Friendship Heights, que estão, lado a lado, marcas famosas como Saks Fifth Avenue, Bloomingdale's, Ralph Lauren, Banana Republic, Jimmy Choo e Christian Dior. Já em Downtown, vá direto para as ruas mais descoladas da região: 14th e U Street. Móveis modernos e roupas vintage aparecem nas vitrines. Também existem lojas bacanas ao redor do Capitol Hill. Para livros, objetos de arte e souvenirs, o lugar é Dupont Circle. Economize Mas antes de comprar um tênis de boa marca em Washington, dê um passeio em Leesburg, cidade a meia hora de carro da capital. Lá, no Premium Outlet, você vai encontrar o mesmo calçado por até US$ 100 a menos. Brinquedos e eletrônicos aumentam a vantagem de Leesburg sobre Washington: é possível notar diferença de até US$ 45 num cartucho do videogame Nintendo DS. Para câmeras fotográficas a redução é maior. Uma Sony de última geração custa US$ 279,99 (R$ 655) em Leesburg, contra US$ 415,99 (R$ 973) em Washington. Para encarar o frio de zero grau é preciso bons casacos. E aí os outlets vencem por goleada. Jaquetas de couro podem custar até US$ 250 a menos. Já quem está em busca da tradicional camisa Lacoste não precisa perder tempo: os preços são mesmo tabelados. Camisetas mais baratas, daquelas excelentes para presentear parentes e amigos, também são encontradas pelo mesmo preço. Dica: o melhor é comprar em lojas de conveniência, que ficam abertas 24 horas. Sempre há promoções inacreditáveis. Que tal cinco camisetas por apenas US$ 15 (R$ 35)?

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.