Guarde fôlego para a animada noite local

Tangerosca, forró e música eletrônica embalam festas que seguem madrugada adentro e terminam na padaria

Lucas Frasão, O Estado de S.Paulo

03 Março 2009 | 02h19

Sem ter visitado Jericoacoara fica até difícil acreditar. Mas um turista com queda pelo agito consegue manter um ritmo frenético no vilarejo. Com direito a aproveitar ao máximo os passeios durante o dia e passar a noite (e a madrugada) em festas diferentes.

 

Na praia: movimento se concetra na Rua Principal, entre baladas e barracas de caipirinha

Se esse for seu caso, siga à risca nosso roteiro para aproveitar todas as atrações de Jeri - as diurnas e as noturnas. Comece o dia por volta das 9 horas, com um café reforçado, e siga para Tatajuba, Pedra Furada ou para as lagoas.

 

Veja também:

linkEntre as dunas e o pôr-do-sol, um destino para voltar sempre

linkNa rota dos buggies, um parque nacional

linkDiversão nas areias

linkDeixe o tempo correr nas lagoas

linkCaminho de conchas até a Pedra Furada

Volte a tempo de ver o fim de tarde na Duna do Pôr-do-Sol e, depois de uma rápida conferida nas principais ruas da vila, siga para a pousada para um revigorante cochilo. Meia-noite é o momento para acordar. Afinal, em Jeri o agito começa depois da 1 hora. Quem chega antes disso foge da confusão, mas perde o melhor da noite, quando gente do mundo inteiro se reúne para festejar.

Vá direto para a Rua Principal, perto da praia. É ali que fica a maior concentração de pessoas, distribuídas entre duas baladas e dezenas de barracas montadas na areia. O preço é o mesmo em todas - duas caipirinhas, por exemplo, custam R$ 5. Os estrangeiros adoram.

Mas esses locais não devem ser sua única fonte de drinques. O Taverna, logo ao lado, vende por R$ 6 a bebida já famosa em Jeri: a tangerosca, raspadinha alcoólica de tangerina.

Em frente fica o Planeta Jeri, especializado em música eletrônica e separado por apenas alguns passos do Sky, onde se ouve reggae, forró e MPB, dependendo do dia.

Outras opções são o Mamma África, de ritmos africanos, e o For All, na Rua do Forró, que mudou o nome para o inglês em uma clara referência à origem da palavra - e para facilitar a vida dos estrangeiros, protagonistas do agito em Jeri.

Pão quente

O ponto de encontro depois das festas é a Padaria Santo Antônio. Ela abre as portas sempre às 2 horas e fecha só quando vender o último pãozinho, lá pelas 9 horas.

Mais conteúdo sobre:
Viagem Jericoacoara Ceará

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.