Guia para facilitar as suas férias

Um computador e uma boa pesquisa alguns dias antes da viagem pode evitar diversos transtornos

Camila Anauate e Natália Zonta, O Estado de S.Paulo

05 Maio 2009 | 02h27

Planejamento é a palavra de ordem para que os imprevistos - e o mau humor - passem bem longe de suas férias de julho. Aqui, você vai conferir dicas preciosas para visitar cartões-postais sempre lotados, assistir a musicais concorridos, jantar em restaurantes exclusivos e até fazer check-in sem pegar fila. Os segredos? Antecedência e aquela ajuda providencial do computador. Aproveite e boa viagem.

 

MUSEUS

Pergunte a qualquer amigo quanto tempo ele já gastou na fila de museus famosos mundo afora. Longas horas será a resposta mais provável. Principalmente na alta temporada. Se você não quer desperdiçar bons momentos das suas férias de julho esperando nas bilheterias, compre seu ingresso antes, com aquela ajudinha da internet. A conveniência, na maioria dos casos, tem preço. Mas é um antídoto e tanto contra o mau humor nas filas.

www.louvre.fr

O Louvre, que já foi residência de reis, é um dos pontos mais visitados da capital francesa - a coleção permanente tem 35 mil obras de arte. Por isso, chegar lá sem ingresso na mão vai, fatalmente, lhe tomar longas horas do dia. O tíquete regular do museu custa 9 euros (R$ 26) comprado na bilheteria. Para não pegar fila, o valor pode chegar a 10,10 euros (R$ 29) mais a taxa de entrega pelo correio. Para São Paulo, o frete custa, em média, 25 euros (R$ 72). Uma boa ideia é fazer a compra online em Paris e pedir para entregar o bilhete no hotel.

www.musee-orsay.fr

Instalado em uma antiga estação de trem, o Museu d'Orsay é outro clássico de Paris. Expõe obras de Rodin, Manet, Gauguin e Delacroix, entre outros mestres da pintura. O ingresso custa 8 euros (R$ 23) e pode ser adquirido com antecedência na própria bilheteria do museu e em pontos de venda como Fnac, Bon Marché e Galeries Lafayette. Quem já chega com o tíquete em mãos tem acesso reservado pela porta C. Confira os detalhes no site.

www.moma.org

O Museu de Arte Moderna de Nova York tem filas a perder de vista, especialmente às sextas-feiras, das 16 às 20 horas, quando a entrada é gratuita. Quem busca algo mais cômodo pode comprar o tíquete sem nenhuma taxa adicional no site da instituição, por US$ 20 (R$ 43). O bilhete deve ser retirado no guichê do Moma.

www.mv.vatican.va

O prédio que abriga a Capela Sistina é parada obrigatória em qualquer roteiro por Roma. E como todos sabem muito bem disso, a procura é imensa. O tíquete comum custa 14 euros (R$ 40) no site. Mas o turista ainda paga uma taxa de 4 euros (R$ 11) pela reserva do ingresso. A compra deve ser feita até 60 dias antes da visita. A antecedência mínima é de 10 dias.

www.museodelprado.es

Um dos mais famosos museus de Madri, o Prado vende ingressos online por 9 euros (R$ 26), 3 euros (R$ 8) a mais que o valor convencional. Mas a aquisição garante outra facilidade: o turista pode entrar pela Porta Velázquez, com acesso direto à coleção permanente. O ingresso é enviado ao e-mail do visitante. Depois, basta imprimir o tíquete e entrar no museu.

ATRAÇÕES

Você está em um destino com o qual sempre sonhou, pronto para visitar atrações concorridíssimas, mas as filas são capazes de acabar com a sua disposição. Para não ficar imaginando tudo o que poderia ter feito nesse tempo perdido, compre ingressos online. Depois, é só imprimir os tíquetes ou retirá-los na bilheteria.

www.londoneye.com

Às margens do Tâmisa, com seus nada módicos 135 metros de altura, a London Eye virou ícone da capital inglesa. Tanto que 3,5 milhões de pessoas embarcam nesse "voo" a cada ano. A roda-gigante pode levar até 800 turistas por volta, que dura 30 minutos. Quer fugir da multidão? Compre o ingresso online e ainda economize 10% - a entrada sai por 15,30 libras (R$ 49) e poderá ser retirada na bilheteria 30 minutos antes do horário marcado para a partida.

www.alhambra-tickets.es

Ganhe tempo na visita a Alhambra, um dos mais belos monumentos de Granada, na Espanha. O imponente castelo, rodeado por montanhas e bosques, já serviu de fortaleza militar e residência real. Entre no site, escolha o dia e o horário da visita (que deve ser feita em, no máximo, três meses) e compre o ingresso por 13 euros (R$ 37). O tíquete o turista retira nas bilheterias do local pelo menos uma hora antes do horário marcado. Atenção: é preciso apresentar o cartão de crédito com o qual a compra foi efetuada.

www.statuecruises.com

Não vai querer perder um dia inteiro em Nova York na fila da Estátua da Liberdade, certo? O site vende um passe que inclui a balsa até a Ellis Island, a visita ao monumento e ao deque de observação e, o mais importante, a entrada prioritária. Por US$ 12 (R$ 26) - com audioguia, o preço sobre para US$ 20 (R$43). Os tíquetes são enviados por e-mail. Basta imprimir.

www.chateauversailles.fr

Uma multidão aguarda na bilheteria do Château de Versailles. Mas quem chega com o ingresso na mão vai direto para outra fila, que leva ao interior do castelo. O passaporte completo, que também inclui a visita aos jardins, ao Grand Trianon e ao Domaine de Marie-Antoinette - além de audioguia -, está à venda no site por 20 euros (R$ 57). É só marcar o dia e o horário e imprimir o ingresso.

SHOWS

Assistir ao show dos seus sonhos pode (e deve) ser algo planejado antes de sair de casa. Em cidades como Londres, Nova York e Las Vegas, os ingressos mais disputados são vendidos online. Mais uma chance de garantir uma noite especial.

 

www.broadway.com 

Todas as opções de lugares e peças estão disponíveis no site do circuito de espetáculos mais famoso do mundo. Sem taxa adicional, pode-se reservar o lugar e também jantares em restaurantes nas proximidades dos teatros de Nova York. Há tíquetes por a partir de US$ 60 (R$ 130). No dia da apresentação, o visitante deve retirar o ingresso na bilheteria.

www.londonwestendboxoffice.com

Muitos dos shows já populares na Broadway também são encenados em Londres. A diferença fica por conta do british accent. No site que centraliza a venda de ingressos para todos os espetáculos em cartaz, paga-se uma taxa de entrega de 6,90 libras esterlinas (R$ 22), se o bilhete for enviado a um endereço no Reino Unido. Para entregar o ingresso no Brasil, o valor pode até triplicar. Uma dica é colocar como destino o endereço do hotel e avisar ao concierge sobre a entrega. As entradas para musicais custam, em média, 90 libras (R$ 290).

www.vegas.com/shows

Las Vegas é uma festa e, para fazer parte dela, nada melhor do que já ir com uma entrada garantida. Shows de mágica, música e dança - além do clássico Cirque du Soleil, que fez da cidade uma de suas sedes fixas - têm ingressos disputados. Pelo site paga-se uma taxa de conveniência de US$ 6,95 (R$ 15). Os ingressos são retirados na bilheteria até uma hora antes do início do espetáculo.

www.keithprowse.com

A empresa inglesa abriu recentemente um escritório no Brasil e parte do seu site está em português. Na página, o turista pode comprar ingressos para peças de teatro, parques de diversão e partidas de futebol nos Estados Unidos e na Europa. Quer visitar Graceland, lar de Elvis Presley em Memphis? Pretende fazer um passeio de helicóptero em uma grande capital? Sem problema. O valor do bilhete aparece em reais e é isento de taxas. Ao fim da compra, o cliente recebe um voucher para trocar na bilheteria no dia da apresentação.

PARQUES

Controlar a criançada na fila dos maiores e mais concorridos parques de diversões do mundo, principalmente nos de Orlando, nos Estados Unidos, requer energia extra. Para que pais e filhos curtam o passeio sem preocupação, o melhor a fazer é comprar os ingressos com antecedência pelos sites.

 

www.disney.com

Pela home é possível reservar bilhetes para os seis parques da Flórida (o passe que dá acesso ilimitado durante sete dias custa US$ 228 ou R$ 499) e também para os complexos da Disney na Califórnia, em Paris, Tóquio e Hong Kong. No site, os pais ainda conhecem melhor todas as atrações e planejam a visita comprando também ingressos para o Cirque du Soleil de Orlando, por exemplo. Dica: nos parques, não se esqueça de pegar o fast pass, o passe que "guarda" lugar na fila em horários predeterminados.

www.universalorlando.com

Além de comprar ingressos para o Universal Studios e a Islands of Adventure, o turista pode reservar quartos de hotel nas imediações dos parques e adquirir entradas para as apresentações do Blue Man Group. Confira, também, o link de vendas do Park Express Plus Pass, por a partir de US$ 20 (R$ 44), que permite que o visitante fure a fila das atrações. A entrada válida para visitar dois parques em um período de sete dias sai por US$ 99,99 (R$ 219).

www.worldsofdiscovery.com

A empresa comanda os parques Sea World, Aquatica, Discovery Cove e Busch Gardens. Depois de navegar pelas atrações, compre o passe combinado por US$ 329 (R$ 720).

CITY PASS

Todo destino badalado tem city pass. São passes que garantem entrada sem fila nas atrações, entre outras vantagens.

www.londonpass.com

O London Pass dá direito à entrada livre em 55 atrações pagas na capital inglesa, como Torre de Londres e Castelo de Windsor. O passe de seis dias custa 87 libras (R$ 280).

www.museums-in-paris.com

Com o Pass Musées, você entra direto em 70 atrações, caso do Arco do Triunfo e do Centro Pompidou. Cartões de dois ( 40 ou R$ 116), quatro ( 58 ou R$ 168) e seis dias ( 76 ou R$ 220).

www.barcelonaturisme.com

Museu Picasso, Casa Batló, Fundação Juan Miró e outros points com desconto e sem fila? Compre o Barcelona Card de dois dias por 23,40 euros (R$ 68).

www.citypass.com

O New York Pass é válido por nove dias (US$ 79 ou R$ 173) em seis pontos turísticos: Empire State, Museu de História Natural, Guggenheim, Museu de Arte Moderna, Metropolitan e cruzeiro no Rio Hudson.

RESTAURANTES

Não chegue sem hora marcada em algum restaurante chique no exterior. Conheça sites que fazem a reserva antes.

www.opentable.com

Há restaurantes nos Estados Unidos, Canadá e Caribe e em países da Europa e da Ásia. Para usar o serviço, cadastre-se.

www.toptable.com

Funciona do mesmo modo, mas com mais opções na Europa. Ainda tem links que mostram menus promocionais.

www.viamichelin.com

O site não garante a mesa, mas mostra o perfil de restaurantes exclusivos pelo mundo.

www.zagat.com

Vai aos Estados Unidos? Consulte o guia, que indica as melhores cozinhas e faz reservas.

TREM

Viagem de trem pela Europa é sinônimo de menos preocupação e de economia de tempo. O turista só precisa chegar à estação minutos antes da partida, não enfrenta filas de check-in e tampouco tem de pensar se a mala está pesada ou grande demais. Sem contar que vai desembarcar em algum ponto muito central da cidade e certamente estará perto de estações de metrô e pontos de ônibus.

 

Para tornar a experiência ainda mais vantajosa, vale sair do Brasil já com os passes em mãos. Nos sites das principais empresas de trem europeias, o passageiro faz a compra com cartão de crédito - e os bilhetes chegam em casa. Confira.

www.raileurope.com.br

A empresa faz roteiros por toda a Europa e vende diferentes tipos de passagem. Para quem vai de um destino a outro, a dica é comprar o bilhete ponto a ponto. Mas se a viagem engloba mais de uma cidade em mais de um país, os passes são perfeitos.

No site (em português), é possível checar combinações de rotas entre países e traçar seu roteiro. Depois, é só efetuar a compra - os preços são dados em reais - e definir como será o modo de entrega. O viajante pode buscar o bilhete no escritório da Rail Europe em São Paulo, nos Jardins, ou recebê-lo por Sedex - a taxa para o envio em um dia é de R$ 32. Se o prazo for maior, não há cobrança. Na Europa, o passe deve ser validado (carimbado na estação de trem) em um período de seis meses desde a data de emissão.

www.eurail.com

A Eurail também vende passagens de trem pelo continente europeu. O Select Pass vale para viagens combinadas entre três, quatro ou cinco países; o Global Pass, para todos os destinos onde as locomotivas chegam; o Regional Pass, para destinos em uma mesma região; e o One Country Pass faz trechos em um único país. O procedimento de compra é o mesmo, mas os preços são em euro ou dólar. A entrega no Brasil custa 5 euros (R$ 14) para um prazo médio de 20 dias e 25 euros (R$ 72) para os bilhetes chegarem em 5 dias.

AVIÃO

Quase todas as empresas têm check-in online ou por celular. O serviço geralmente fica disponível de 24 horas a 30 minutos antes do embarque e você pode marcar assento e imprimir o bilhete.

No aeroporto, guichês específicos - mais vazios - recebem as malas de quem está com a passagem em mãos. Se você não tiver nada para despachar, melhor. É só estar no embarque 30 minutos antes do voo e levar um documento com foto.

Caso não consiga fazer o check-in antes, há outra chance de "furar fila" no aeroporto. Em vez de ir ao balcão, use os totens de autoatendimento. Depois, basta entregar as malas no guichê.

low fare

Nas companhias aéreas de baixo custo, em que as filas são inevitáveis, o check-in online vale ainda mais a pena. Na Ryanair (www.ryanair.com), por exemplo, que faz voos internos na Europa, o Check'N Go pode ser feito de 15 dias a 4 horas antes do embarque.

Confira, ainda, as páginas das empresas Vueling (www.vueling.com), Easy Jet (www.easyjet.com) e Jet Blue (www.jetblue.com).  

Mais conteúdo sobre:
Viagemférias

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.