HOLANDA

Não fosse o fato de ter ficado fora da final da Copa, depois de perder nos pênaltis da Argentina, os holandeses nada teriam do que reclamar - bom, talvez do tempo encoberto quando foram visitar o Cristo Redentor. Fazer turismo, por sinal, foi algo que os europeus souberam exercitar entre um jogo e outro.

O Estado de S.Paulo

29 Julho 2014 | 02h06

A delegação da Holanda escolheu como base o Caesar Park, cinco-estrelas em Ipanema onde cada um dos 221 quartos tem vista para cartões-postais cariocas, como o Morro Dois Irmãos e o Arpoador. Pertinho do Posto 9, clássico ponto de encontro na orla, Robben, Sneijder e companhia puderam bater bola nas areias de Ipanema.

Alguns ainda subiram o Morro Dona Marta (programa cada vez mais requisitado por turistas brasileiros e estrangeiros) e posaram para fotos ao lado da estátua de Michael Jackson - o astro pop gravou um clipe ali em 1996.

No tempo livre, os jogadores desfrutaram de bares e restaurantes no Leblon, reduto de casas para paladares refinados e bolsos recheados. E bateram perna pelas lojas da Visconde de Pirajá, de volta a Ipanema

Ainda poderiam ter dado uma volta de bicicleta (o hotel oferece aluguel), curtido o serviço de praia e se jogado na feijoada servida aos sábados em sistema self-service. É uma fartura danada, com direito a entradinhas e batidas à vontade - custa R$ 100 por pessoa. Reserve.

Tarifas: R$ 756 para dois, com café; oesta.do/sofitelrio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.