Mônica Nobrega/Estadão
Mônica Nobrega/Estadão

Hospedagem em Balneário Camboriú

Segunda cidade mais importante do litoral catarinense é ótima base para quem visita o Balneário Camboriú

Mônica Nobrega, O Estado de S. Paulo

05 Junho 2018 | 04h45

Diga Balneário. E não Camboriú. É este o apelido local da cidade de 120 mil habitantes, a segunda mais importante do litoral catarinense para o turismo, atrás de Florianópolis. 

Balneário complementa os dias de parque com dias de passeio à beira-mar e boa infraestrutura. A orla central tem quase 7 quilômetros de um calçadão pontilhado de quiosques que vendem churros, milho, bebidas e alugam cadeiras de praias (R$ 5). O trecho mais gostoso está para os lados da Barra Norte, com areia mais fina e firme e mar calmo. Do extremo norte parte uma passarela de madeira que costeia o morro até a Praia Brava, linda e... brava. Se for passar o dia, leve lanche. 

Na Barra Sul está o ponto de embarque do teleférico do Parque Unipraias. As 47 cabines acabaram de ser todas trocadas. É uma subida linda em meio à Mata Atlântica. No alto, a Fantástica Floresta (R$ 30) tem trilha e mirante. O trenó de montanha Youhooo! (R$ 45, duas pessoas) desliza em meio à mata em alta velocidade. E é possível chegar à praia de Laranjeiras, do outro lado, também via tirolesa (R$ 45). Ingressos a R$ 42, adulto, e R$ 21 (6 a 12 anos e acima de 60). 

DÊ O PLAY! COMO VIAJAR COM CRIANÇAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.