Divulgação
Divulgação

Imersão no estilo de Elizabeth II

Lugares para ver e comprar roupas e objetos da realeza britânica

Renata Tranches, O Estado de S. Paulo

17 Maio 2016 | 02h40

Além de rainha, um ícone de moda. Uma exibição, dividida em três partes, mostra um pouco do estilo e das escolhas de Elizabeth II para as mais importantes ocasiões de seu reinado. Além dos figurinos, a mostra Fashioning a Reign: 90 Years of Style from The Queen's Wardrobe (A moda de um reinado: 90 anos de estilo do guarda-roupa da rainha) destaca a importância que a monarca dá à moda britânica e aos estilistas e produtos locais. 

São 150 peças, divididas em coleções em três residências oficiais – cada uma delas está associada ao local em questão. A primeira a ser aberta, em 21 de abril, foi a exposição do Palácio de Holyroodhouse, em Edimburgo, na Escócia, que poderá ser conferida até outubro. 

Ali estão dois trajes infantis, cor-de-rosa, usados por Elizabeth e sua irmã, a princesa Margaret, quando crianças. As peças, acompanhadas de chapéus, estão incrivelmente conservadas. Alguns dos trajes apresentam o tradicional tartan escocês (tecido axadrezado) incorporado à roupa da monarca. 

As peças são acompanhadas por fotografias históricas, que mostram a ocasião em que a rainha usou determinado traje. Um exemplo é o vestido de noite usado por ela durante sua visita aos Estados Unidos, em 1957, como convidada do presidente Dwight Eisenhower. Criado por Sir Norman Hartnell, o vestido de seda verde clara com crinolina (armação) tem rendas bordadas com lantejoulas, pérolas e diamantes. 

De agosto a setembro, o Palácio de Buckingham, em Londres, abre sua parte da coleção, que mostrará a moda dos anos 20 até a década de 2010. Nela, estarão trajes da infância, casamento, coroação, excursões reais e visitas da rainha. A última a abrir as portas ocorre no Castelo de Windsor, de setembro a janeiro, e exibe os vestidos de gala da rainha, em contraste com os conjuntos elegantes e sóbrios usados em tempos de guerra. 

A deferência real a designers e cultura britânicos não está apenas no guarda-roupa da rainha, mas também em uma série de itens, de alimentos a perfumes, usados pela família real. Alguns desses exemplares também podem ser encontrados numa espécie de supermercado de luxo de Londres, o Fortnum & Mason, em Picadilly. 

A loja atende à família real britânica há mais de 300 anos. Por isso, recebeu o Royal Warrants, marca de reconhecimento àqueles que fornecem produtos ou serviços por pelo menos cinco anos às residências reais. Ali, é possível encontrar biscoitos (desde 10,95 libras a lata ou R$ 55), conjuntos de chá comemorativos e roupas. Sem falar dos perfumes (desde 50 libras ou R$ 250), lançados pela Fortnum & Mason para ocasiões especiais da família real, como o Jubileu de Diamante ou o nascimento dos bebês reais. 

Mais conteúdo sobre:
InglaterraEscócia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.