INGLATERRA

A passagem da seleção inglesa foi tão rápida quanto discreta. Eles ficaram no Royal Tulip, na Praia de São Conrado, onde ocuparam 70 das 420 acomodações em dois andares exclusivos - os demais hóspedes não tiveram acesso às áreas reservadas ao English Team, incluindo várias salas do centro de convenções.

O Estado de S.Paulo

29 Julho 2014 | 02h06

Na verdade, o grupo pouco pôde aproveitar o Rio. Os momentos mais relax do time se deram na academia e na piscina ao livre, com vista para a praia e para as montanhas. As refeições eram feitas entre eles, com menu supervisionado por um chef inglês. Assim, não provaram os menus dos dois restaurantes da casa, o Aquarela, de gastronomia mediterrânea e brasileira, e o 222 Contemporâneo, mais sofisticado, que só funciona no jantar. Recentemente, o hotel ganhou também uma hamburgueria, com ambiente retrô e telões para assistir a jogos (e ter saudades da Copa).

Os ingleses até foram vistos caminhando pela praia, mas tampouco desfrutaram do prazer de relaxar despreocupadamente nas espreguiçadeiras fornecidas pelo hotel. Talvez se não tivessem sido eliminados ainda na primeira fase... "Unfortunately, não tivemos muito o que comemorar", atesta nosso colunista inglês, mr. Miles.

Se você não liga muito para futebol, o hotel conta ainda com quadra de tênis, sauna e pacotes especiais de lua de mel.

Tarifas: desde R$ 500, para dois, com café da manhã e Wi-Fi; royaltulipriodejaneiro.com

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.