Inspiração francesa e medieval em Ávila

Vicky precisou de apenas uma taça de vinho durante um romântico jantar à luz de velas com Juan Antonio no restaurante La Corrada del Obispo, em Oviedo, para esquecer que estava a poucos dias de seu casamento. Assim, ficou fácil aceitar o convite do pintor para ouvir a guitarra espanhola de Emilio de Benito no Jardin Francés, que fica no Parque Ferrera, em Ávila, distante 29 quilômetros dali. A interpretação de Benito para Granada, música de Isaac Albaniz, transforma o ambiente do parque em uma das locações mais românticas do filme. A bela área verde, localizada bem no centro da cidade, começou a ser formada no século 17 junto com o Palacio del Marques de Ferrera, ali ao lado, residência de nobres e famosa por hospedar a realeza francesa em suas visitas a Ávila. O palacete, uma das construções barrocas mais antigas da cidade, foi convertido em hotel em 2003, com 80 suítes. Em um dos salões nobres foi instalado o Restaurante Capilla, dedicado à cozinha tradicional das Astúrias. Diárias custam 121 (R$ 353). MUROS E TORRES O roteiro de Woody Allen não deixa tempo suficiente para Ávila exibir todas as suas belezas na tela. A primeira visão dessa cidade medieval cercada por montanhas pode ser classificada como inesquecível: uma muralha contorna sua parte mais antiga e tem nada menos que 88 torres de observação. Dentro dos muros de pedra ficam a catedral, a mais antiga igreja gótica da Espanha, erguida no século 12, e monumentos do século 16 que contam a história da filha mais ilustre da cidade: Santa Teresa de Ávila. Por isso, perca-se entre as ruazinhas de pedra para admirar a rica arquitetura local e descobrir simpáticas lojinhas de artesanato. Depois, siga para admirar o fim de tarde no passeio à beira-mar - ou aceite o convite ao ócio de um dos vários cafés que surgirão pelo caminho. Parque Ferrera: abre todos os dias, das 7 às 23 horas Hotel Palacio Ferrera: www.hotelpalaciodeferrera.es PARA ABASTECER O IPOD A música ?Barcelona?, do grupo Giulia y los Tellarini, não é tão típica da Espanha como o nome faz pensar, mas abre animadamente a trilha sonora do filme de Woody Allen e serve de aperitivo para uma série de ótimas canções. O grupo da acordeonista italiana Giulia tem influência de ritmos latinos, da França e da Espanha, mistura que pode ser melhor percebida em ?La Ley del Retiro?, também na trilha do filme. Allen incluiu ainda o guitarrista flamenco andaluz Paco de Lucia (com ?Entre dos Aguas?), considerado um mestre do estilo. Outro destaque é a guitarra espanhola na canção ?Entre Olas?, de Juan Serrano. Veja outras músicas do set list do filme e não deixe de abastecer o iPod antes de se jogar pelas ruas de Barcelona: Gorrion, de Juan Serrano El Noi de la Mare, de Muriel Anderson e Jean-Felix Lalanne Granada, Emilio de Benito When I Was a Boy, Biel Ballester Trio, Graci Pedro e Leo Hipaucha Big Brother, The Stephane Wrembel Trio Asturias, Juan Quesada Your Shinning Eyes, Biel Ballester Trio, Graci Pedro e Leo Hipaucha

20 Novembro 2008 | 06h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.