Israel: como chegar, o que levar e dicas práticas

Voos: a Latam começa a operar voos diretos de São Paulo a Tel-Aviv em 12 de dezembro. Serão três voos por semana, a partir de R$ 4.796; site: latam.com. Até lá, só há opções com conexão. 

José Maria Mayrink, Jerusalém

12 Junho 2018 | 04h59

Guia: para entender a complexidade histórica da região, contrate um guia. Há uma lista deles no site turístico oficial de Israel (clique), incluindo os que falam português. 

Trajes: não vá com pernas ou as costas de fora visitar os lugares sagrados. Mulheres devem levar um lenço para cobrir cabelos e ombros quando necessário.

Documento: passaporte deve ser válido por 6 meses; não perca o papel da entrada.  

Sites: clique em info.goisrael.com; e itraveljerusalem.com

Museus: separe um tempo para visitar os museus de Israel (veja em imj.org.il/en), que guarda um acervo arqueológico de 500 mil peças, e do Holocausto. Ambos estão distantes do centro de Jerusalém – vá de táxi, ônibus ou tram.

Holocausto: o Museu do Holocausto (Yad Vashem) lembra com exposições, vídeos e documentos os 6 milhões de judeus mortos durante a Segunda Guerra. Um pavilhão é dedicado apenas às crianças: cerca de 1,7 milhão morreram nos campos de concentração nazistas. 

Mais conteúdo sobre:
Israel [Ásia]

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.