ITÁLIA

O Estado de S.Paulo

29 Julho 2014 | 02h06

O lance mais bonito de Mario Balotelli, em quem a Itália depositava suas fichas para avançar na Copa, se deu no Portobello Resort, em Mangaratiba (RJ), onde a Azzurra ficou concentrada. Envoltos por paisagens verdejantes de frente para o mar, funcionários e colegas da seleção foram testemunhas do pedido de casamento do craque para a namorada, a modelo belga Fanny Neguesha.

Não dá para negar que a atmosfera é, de fato, apaixonante. Logo em frente, uma faixa de areia pouco movimentada, cercada pela natureza. Dentro do resort os hóspedes têm à disposição um minissafári - há cerca de 400 animais - e também piscinas, spa e salas de cinema. Dali também partem barcos para passeios até Ilha Grande e região.

Construído em estilo polinésio, o hotel tem todas as habitações voltadas para o mar. A delegação, familiares e convidados do patrocinador master da seleção italiana ocuparam as 152 acomodações do resort. O local funcionou exclusivamente para a Itália: os funcionários tiveram aulas de italiano e usaram uniformes alusivos ao país. Os jogadores retribuíram a hospitalidade com camisetas e autógrafos.

Balotelli ocupou o apartamento 126 - todos os jogadores ficaram nos "Beach Rooms", com saída direta para a praia. Inspirado pelo entorno natural de Mangaratiba, o craque ainda fez propaganda do hotel em sua conta no Instagram. "Esse é o lugar em que fiz o pedido! Eu te amo e feliz aniversário também, minha mulher."

Quem quiser seguir o exemplo de Balotelli ganha desconto: casais apaixonados ou em lua de mel contam com um pacote 20% mais em conta, que inclui cesta de frutas e uma garrafa de prosecco, além de um café da manhã mais caprichado após a primeira noite.

Cinco dias depois do pedido romântico, Balotelli marcou um dos gols da vitória de 2 a 1 da seleção italiana sobre a Inglaterra, na estreia do time na competição. Mas, para tristeza dos italianos, a inspiração do noivo continuou apenas fora de campo. E o grupo deu adeus ao Mundial ainda na primeira fase.

Pelo menos, havia a comida para se consolar. A comissão técnica solicitou que alho e cebola fossem tirados do tempero, mas exigiram dois tipos de massa todo dia. Há dois restaurantes - no menu, paella, feijoada, peixes, frutos do mar, churrasco... -, além de uma pizzaria e creperia. Todos os pães são preparados ali mesmo.

Tarifas: desde R$ 935 para dois, com café e direito a uma hora por dia de passeios de bicicleta ou caiaque e uso da quadra de tênis; portotel.com.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.